Stevens exalta temporada e mostra confiança em renovação de contrato com Manor: “Sou um pacote mais completo”

Will Stevens revelou que as negociações para renovar com a Manor estão avançando, dando sinais de que um anúncio oficial pode acontecer em breve. O britânico também comemorou seus resultados em 2015, chegando a conclusão de que “comparando onde estou com onde estava no começo do ano, sou um pacote muito mais completo”

A Manor é, com sobras, a pior equipe da F1 em 2015 – apesar das promessas de melhoras para 2016, com motor Mercedes. A esperança de um futuro melhor já é o suficiente para Will Stevens buscar a renovação com a equipe, apesar da temporada apagada.
 
“Tudo está se movendo na direção correta. Tenho muitas pessoas trabalhando em meu nome, tudo está melhorando diariamente. Estamos felizes com o que está acontecendo e com o jeito que estamos avançando”, celebrou Stevens, em entrevista à ‘Autosport’.
 
“Óbvio que eu adoraria dizer que as coisas estão avançando mais rápido do que avançaram de fato, dizer que já assinamos. Como piloto, quero resolver isso o mais rápido possível”, continuou.
Will Stevens pode continuar na Manor em 2016 (Foto: Getty Images)
Depois da contratação de Esteban Gutiérrez, as duas vagas da Manor passaram a ser as únicas em aberto para 2016. Além de Stevens, Pascal Wehrlein – protegido da Mercedes e campeão do DTM – também busca a nanica, apesar de desconfiar do futuro da escuderia.
 
Stevens lamenta que as negociações estejam acontecendo tão tarde na temporada. O britânico quer evitar o drama do começo de 2015, quando só descobriu que estaria na F1 pouco antes do GP da Austrália.
 
“Quero ir às corridas sabendo que meu futuro está definido, que o próximo ano está resolvido, mas esse tipo de coisa leva tempo, apesar de estarmos nos esforçando muito. Se tudo acontecer de acordo com o plano, aí estou confiante de que vou continuar na equipe no próximo ano”, explanou.
 
Stevens também aproveitou para exaltar sua performance na temporada. O inglês vê seu bom desempenho contra companheiros de equipe como uma credencial para renovar o contrato.
Will Stevens pensa que melhorou bastante ao longo de 2015 (Foto: AP)
“Me classifiquei bem, só fui batido cinco vezes pelo meu companheiro de equipe, meu ritmo sempre esteve forte. A única coisa que eu queria mostrar é que sou veloz, se você olhar todas minhas temporadas, o fato de eu ser sempre mais rápido que a grande maioria dos meus companheiros mostra que a velocidade está aqui”, disse.
 
O piloto, todavia, foi superado por Alexander Rossi em todas as quatro oportunidades em que correram juntos.
 
“Eu sinto que, comparando onde estou com onde estava no começo do ano, sou um pacote muito mais completo, e me sinto confiante. Tomara que, como equipe, a gente consiga brigar por pontos e ser competitivo, adoraria ter mais uma temporada assim para provar do que sou capaz na F1”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube