Stroll revela queimaduras nos pés depois de treinos livres da F1 no Bahrein: “Estavam me matando”

Lance Stroll terminou o TL2 da F1 no Bahrein com pés queimados. O canadense, que completou 35 voltas na sessão, ainda não entendeu o motivo por trás dos problemas

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lance Stroll terminou a sexta-feira (14) de treinos livres no Bahrein com dores. O jovem canadense, que disputa seu terceiro GP de F1 em Sakhir, se queixou de queimaduras nos pés ao final do TL2.

 
“Meu pé ficou com algumas queimaduras. Não sei se tem algo de errado, mas estava queimando demais”, revelou Stroll. “Preciso entender o que aconteceu. Eu saí do carro porque isso estava me matando, estava muito doloroso. Eu queria ir até o fim da sessão, mas quando me falaram para dar mais uma volta eu disse ‘não dá, desculpa’”, seguiu.
 
Stroll completou 35 voltas no segundo treino livre. E, se quiser um GP do Bahrein tranquilo, algo vai ter de mudar: a corrida tem 57 voltas de duração.
Lance Stroll queimou os pés (Foto: AFP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O estreante teve um dia de altos e baixos no Bahrein. Na primeira sessão, Lance foi o sexto colocado, indicando uma Williams forte em um circuito de alta velocidade. Na segunda, a história foi outra: o pupilo foi apenas o 16º.

 
“O TL1 foi muito bom. Me acostumei rapidamente, me senti bem com o carro. O lado negativo foi o TL2. Eu sofri com o carro no treino inteiro, foi bizarro”, lamentou.

O GP do Bahrein, o terceiro do ano, acontece neste fim de semana, e o GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades em Sakhir AO VIVO e em TEMPO REAL.

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube