Symonds relembra trabalho com campeões mundiais e diz: “Schumacher foi mais rápido, depois Alonso e Senna”

Dono de extensa carreira na F1, Pat Symonds já teve a chance de trabalhar com verdadeiras lendas do esporte, como Ayrton Senna na Toleman, Michael Schumacher na Benetton e Fernando Alonso na Renault. O engenheiro britânico não tem dúvidas em apontar qual foi o mais rápido dentre os pilotos com quem trabalhou

Pat Symonds é um dos profissionais dotados de grande experiência na F1. Hoje com 63 anos, o engenheiro britânico teve a chance de trabalhar no esporte desde os anos 1980. E foi brindado com a oportunidade de estar lado a lado com alguns dos maiores pilotos da história: como Ayrton Senna na Toleman, em 1984; Michael Schumacher na primeira fase da carreira do alemão, na Benetton; e com Fernando Alonso durante os anos de glória da Renault na F1, nos anos 2000. Dentre os campeões com quem trabalhou, Symonds não tem dúvida em apontar Schumacher como o mais rápido da F1.

 
Em entrevista publicada pelo jornal espanhol ‘AS’, Symonds rasgou elogios a Alonso, um dos melhores pilotos da sua geração, que chegou à Renault ainda bastante jovem e de lá saiu como bicampeão do mundo. Fernando ainda voltou à equipe, após uma breve primeira passagem pela McLaren, mas deixou novamente a Renault em 2009, na esteira do escândalo do GP de Singapura, que Nelsinho Piquet bateu de propósito para ajudar Alonso a vencer a prova realizada em 2008.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Symonds trabalhou com Alonso e Schumacher, dois dos grandes pilotos da história da F1 (Foto: Ferrari)
Por conta do episódio, Symonds foi julgado e suspenso da F1 até 2013, enquanto Flavio Briatore, ex-chefão da Renault, era banido, com a sanção sendo revogada pouco depois. Antes disso, passou a integrar o quadro técnico da Virgin, hoje extinta, como consultor. Dois anos depois, liberado para atuar normalmente na F1, o britânico assinou com a Williams e se tornou diretor-técnico, posto que ocupou até dezembro do ano passado.
 
“Fernando era incrivelmente competitivo. Tinha a mesma autoestima de Ayrton e Michael. Eles sabem que são os melhores. Fernando é um grande competidor, talvez não tão rápido como Michael, mas muito, muito rápido. Diria que Michael foi o mais rápido, depois Fernando e, finalmente, Ayrton”, definiu Symonds.
Ayrton Senna trabalhou com Pat Symonds no primeiro ano da sua carreira na F1, na Toleman (Foto: Getty Images)
O engenheiro lembrou a época em que teve a oportunidade de trabalhar com Senna na Toleman. Um período muito diferente dos dias atuais. “Em 1984 não havia telemetria. Mas Senna te dizia a temperatura da água, as rotações do motor em cada curva… outros nem sequer sabiam disso nas retas”, explicou.
 
Sobre Alonso, o britânico sabia que, desde o começo, estava lidando com um piloto muito diferente. “Quando vi Alonso guiar pela primeira vez, sabia que ele era muito bom. Liguei para Briatore na mesma noite para dizer que tínhamos alguém muito especial”, recordou.

PADDOCK GP #65 RECEBE PIPO DERANI E FAZ PRÉVIA DO eP DA ARGENTINA DE F-E

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube