Testemunha, Sutil revela que acidente de Bianchi em Suzuka “mudou sua vida” e diz: “Levou tempo para sair da cabeça”

Emocionado por voltar a Suzuka, Adrian Sutil disse que testemunhar o acidente de Jules Bianchi “mudou sua vida um pouco” e admitiu que levou tempo para superar o que viu na parte final da corrida japonesa do ano passado

Quase um ano depois do trágico acidente de Jules Bianchi, a F1 está de volta a Suzuka. E o retorno ao Japão já desperta lembranças em pilotos e equipes do jovem francês. E quem se também pronunciou a respeito foi Adrian Sutil, que testemunhou a grave batida sofrida por Bianchi na parte final da corrida nipônica. O alemão revelou que a morte de Jules "mudou um pouco a sua vida" e que o fez perceber os perigos a que os pilotos estão expostos a cada novo GP no Mundial.
 
Na volta 43 da corrida em Suzuka do ano passado e debaixo de muita chuva, Bianchi perdeu o controle de sua Marussia na curva 7 e acertou em cheio o guindaste que tinha entrado na área de escape para remover a então Sauber de Sutil, que havia batido no giro anterior. O alemão permaneceu no local e acompanhou bem de perto o drama vivido pelo colega, que acabou morrendo nove meses depois do acidente.
Adrian Sutil, que batera pouco antes no mesmo ponto, testemunhou o acidente com Bianchi em Suzuka (Foto: Getty Images)
Atualmente como piloto de testes da Williams, Adrian reconheceu que aquele foi o momento mais complicado que já viveu na pista e que será difícil retornar ao circuito japonês. E contou ainda que foi doloroso testemunhar o que aconteceu naquele 5 de outubro de 2014.
 
"Há momentos que mudam sua vida um pouco, especialmente quando é a primeira vez que você testemunha algo assim tão de perto", disse o piloto de 32 anos em declaração à agência alemã 'DPA'. 
 
Adrian admitiu que foi difícil de superar o acidente com o colega. "Foi um acidente extremo e levou muito tempo para sair da minha cabeça", contou. "Eu não diria que fiquei em choque permanente, mas serviu para abrir meus olhos para o trabalho dos pilotos, os perigos que corremos. Será diferente voltar a pista de Suzuka neste fim de semana e não só para mim, mas para muitos dos que estiveram envolvidos direta ou indiretamente com aquilo", completou Sutil.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube