Bottas devolve normalidade e faz Mercedes liderar segundo dia de testes no Bahrein

Após um dia complicado, assim como já fora o primeiro, a Mercedes deu a volta por cima no fim e liderou o sábado no Bahrein com Bottas

Hamilton atolado na brita, Alonso de volta e Bottas na frente: assista o dia 2 no Bahrein

O mundo voltou a girar normalmente? No segundo dia de testes coletivos de pré-temporada da Fórmula 1, neste sábado (13), Valtteri Bottas surgiu nos últimos minutos para cravar o melhor tempo e colocar a Mercedes na dianteira pela primeira vez em 2021.

Para tanto, a Mercedes teve de usar os pneus mais macios no que vinha sendo outro dia difícil. Lewis Hamilton rodou e ficou preso na brita pela manhã, enquanto Bottas também chegou a sair da pista, mostrando a dificuldade de encontrar os ajustes do W12. Mas, no fim do dia, conseguiu bater por pouco a AlphaTauri de Pierre Gasly.

Não apenas isso, mas Lance Stroll apareceu para fechar o top-3 após outro dia apagado da Aston martin. Lando Norris foi quarto, seguido por Antonio Giovinazzi num bom dia da Alfa Romeo. Charles Leclerc, Nicholas Latifi, Sergio Pérez, Daniel Ricciardo e Fernando Alonso fecharam o top-10. O bicampeão passou a tarde fazendo longas simulações de corrida e sequer entrou de cabeça no corre-corre dos minutos derradeiros.

O GRANDE PRÊMIO traz uma cobertura pra lá de especial dos ensaios da Fórmula 1 em Sakhir. Acompanhe toda a transmissão dos testes de pré-temporada AO VIVO e em TEMPO REAL.

E, ao fim de cada um dos dias de teste, às 13h (de Brasília), vai ao ar o BRIEFING, programa AO VIVO na GP TV, o canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube, com Victor Martins, Evelyn Guimarães e Pedro Henrique Marum presentes à mesa virtual com o debate completo sobre a pré-temporada da F1.

Saiba como foi a tarde do segundo dia de testes da F1 no Bahrein

Dos dez pilotos que aceleraram na manhã, que teve Daniel Ricciardo como líder, somente quatro permaneceram no período da tarde: Sergio Pérez na Red Bull, Fernando Alonso no carro da Alpine, Antonio Giovinazzi, ao volante do C41 da Alfa Romeo e Nicholas Latifi pela Williams.

Valtteri Bottas assumiu o lugar de Lewis Hamilton no carro da Mercedes, enquanto Lando Norris substituiu Ricciardo. Lance Stroll assumiu o segundo turno com a Aston Martin após Sebastian Vettel ter completado somente dez voltas pela manhã e Charles Leclerc liderou os trabalhos da Ferrari no lugar de Carlos Sainz. Pierre Gasly, com a AlphaTauri, ocupou o cockpit no lugar de Yuki Tsunoda, enquanto Mick Schumacher foi chamado pela Haas depois de Nikita Mazepin ter completado 76 voltas.

O cronômetro foi disparado às 15h (horário local, 9h de Brasília) em ponto, mas só depois de dez minutos que o primeiro carro foi à pista, a Ferrari pilotada por Leclerc. Com pneu protótipos, o monegasco abriu a tabela de tempos da tarde com 1min36s875.

Gasly andou forte ao longo do dia (Foto: Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Como foi o 1º dia de testes da Fórmula 1 no Bahrein

Pouco a pouco, os pilotos foram deixando os boxes rumo à pista. Os primeiros tempos de volta, como é de costume em tal situação, foram muito acima dos registrados pela manhã.

Com muita gente em simulação de corrida, o único a melhorar sua volta nos primeiros 30 minutos da tarde foi Antonio Giovinazzi. Nada que fosse tão impressionante, enquanto Pierre Gasly repetia os tempos de volta em sua simulação: 1min37s7 em três giros consecutivos de pneus C2. Nicholas Latifi ainda andava com os pneus C4, macios, mas o mesmo jogo com o qual fizera o melhor tempo dele pela manhã.

Enquanto Ferrari e Red Bull, com Charles Leclerc e Sergio Pérez, tinham carros com bastante combustível, Giovinazzi continuava melhorando suas voltas com a Alfa Romeo. Utilizando os pneus experimentais, pulou para 1min33s1 e, na sequência, subiu para o quinto posto com 1min32s486 – somente 0s2 atrás de Daniel Ricciardo.

Mesmo que bastante gente tivesse passado bons minutos na pista no começo da tarde, Valtteri Bottas e a Mercedes decidiram sair só com cinco minutos para a virada da primeira hora. Pré-temporada bastante longe das características naturais da Mercedes nestes dois dias. Após poucos minutos, passou direto e saiu da pista, mostrando os problemas para encontrar setup. Enquanto isso, e após Ricciardo liderar pela manhã, Lando Norris sequer marcava tempo: entrava, testava diferentes aspectos do carro em voltas de instalação, e saía.

A segunda hora da sessão vespertina foi de muita atividade na pista, mas pouco entretenimento para o público. Leclerc e Pérez, respectivamente com pneus C2 e C3, seguiam em longas simulações de corrida – o mexicano chegou a dar pequena escapada; Alonso testava sistemas eletrônicos na Alpine; Norris e a McLaren continuavam sem marcar volta, mas testando muito a parte aerodinâmica em curvas; Latifi também rodava com pneus médios para a Williams, ao passo que Gasly, com os mesmos médios, chegou a melhorar o tempo da AlphaTauri em alguns décimos, mas seguia trabalhando somente long runs.

Logo no começo da terceira hora, a McLaren resolveu deixar que Lando Norris fosse para o cronômetro. De pneus C4, macios, o inglês anotou 1min31s239 e passou para a dianteira do segundo dia de testes. Quem acompanhou foi Giovinazzi, com o mesmo composto de pneu, que subiu para o segundo lugar com 1min31s533. Ainda atingiu a marca das 100 voltas para o dia, primeiro piloto a chegar ao número centenário – entre as equipes que dividiram o dia entre os pilotos, Ferrari, AlphaTauri e Haas já haviam chegado às 100 voltas.

Enquanto bastante gente seguia em simulações longas, Mick Schumacher completava uma distância de corrida para a Haas, mas o destaque maior da terceira hora seria outro: após Pérez pegar vácuo e abrir para passar por Latifi, a tampa do motor da Red Bull saiu voando. Não houve toque, mas uma forte turbulência que fez o pedaço de carroceria voar. Bandeira vermelha para limpar a reta dos boxes e Pérez na garagem.

Após pouco mais de cinco minutos sem testes, a bandeira verde foi acionada novamente e permitiu outra situação: uma espécie de happy hour. Giovinazzi tomou a dianteira para a Alfa Romeo, mas Gasly logo pulou à frente com a AlphaTauri. No começo da quarta e última hora, Norris retomaria o posto. Mas o carrossel continuou. Pelos dez minutos seguintes, Giovinazzi e Gasly voltaram a liderar. Com 40 minutos para o fim do treino, Gasly tinha a ponta com 1min30s413.

No meio de tudo isso, Latifi acabou rodando ao perder a frente do carro no hairpin. Por sorte, nenhum prejuízo maior.

Quem chegou para a baila na última meia-hora foi Valtteri Bottas. Incialmente, o piloto da Mercedes subiu para a segunda colocação, mas, em seguida, anotou 1min30s289 e assumir a dianteira na happy hour. Nos últimos minutos, não havia quem se aproximasse de Bottas: liderança do finlandês.

Fórmula 1 2021, Bahrein, Testes Coletivos, Dia 2:

1V BOTTASMercedes1:30.289  
2P GASLYAlphaTauri Honda1:30.413+0.124 
3L STROLLAston Martin Mercedes1:30.460+0.171 
4L NORRISMcLaren Mercedes1:30.586+0.297 
5A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari1:30.760+0.471 
6C LECLERCFerrari1:30.886+0.597 
7N LATIFIWilliams Mercedes1:31.672+1.383 
8S PÉREZRed Bull Honda1:31.682+1.393 
9D RICCIARDOMcLaren Mercedes1:32.215+1.926 
10F ALONSOAlpine1:32.339+2.050 
11Y TSUNODAAlphaTauri Honda1:32.684+2.395 
12M SCHUMACHERHaas Ferrari1:32.883+2.594 
13C SAINZFerrari1:33.072+2.783 
14N MAZEPINHaas Ferrari1:33.101+2.812 
15L HAMILTONMercedes1:33.399+3.110 
16S VETTELAston Martin Mercedes1:38.849+8.560 
https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube