Verstappen diz que estreia de Max serviu como impulso extra para F1 e minimiza críticas dos rivais: “Ele estava pronto”

Jos Verstappen saiu em defesa do filho Max e disse que o arrojo do jovem é algo que a F1 precisa. Para Jos, a estreia do holandês de 17 anos serviu como um estímulo para o Mundial

A estreia de Max Verstappen serviu como um impulso extra para a F1. A opinião é do pai do holandês, o ex-piloto Jos Verstappen, que minimizou também as preocupações com a pouca idade do filho, assim como as críticas feitas pelos adversários nesta temporada.

Aos 17 anos, Max se tornou em 2015 o piloto mais jovem a iniciar um campeonato na F1. Depois da única temporada em monopostos, no ano passado, pela F3 Euro, Verstappen ganhou a chance de dar um salto na carreira por meio da Toro Rosso. Só que sua precoce promoção já gerou mudanças no sistema para a obtenção da superlicença, o documento obrigatório para se competir no Mundial.

"Ele estava pronto para isso e não é todo garoto de 17 anos que está", disse Jos em entrevista ao site norte-americano 'Motosport.com'. "Eu posso entender a razão pela qual eles mudaram as regras da superlicença, mas não há nada que eu pudesse fazer", completou.

Jos Verstappen, veterano de 107 largadas na F1, agora tenta ver o filho seguir o caminho do sucesso (Foto: Getty Images)

"Estou feliz que ele está na F1 e indo bem. A Red Bull está feliz com ele e acho que a F1 também deveria estar feliz por ter um piloto como Max. Ele é rápido, agressivo e um cara que luta pela ultrapassagem. E esse é o tipo de cara que é bom para o esporte", acrescentou Jos.

O Verstappen mais velho ainda falou sobre as críticas recebidas pela pilotagem de Max. O jovem competidor se envolveu em um sério acidente com Romain Grosjean em Mônaco e foi alvo da ira de alguns pilotos. Felipe Massa foi um dos que questionou a pouca experiência do piloto da Toro Rosso.

O pai de Max, entretanto, afirmou que a reação dos colegas apenas serve para mostrar que o filho está fazendo tudo de forma correta, porque consegue preocupar os adversários. "Massa sempre faz comentários. Não importa", disse o ex-piloto da Benetton, Arrows e Minardi na F1. "E isso apenas torna o Max mais interessante. Mostra muito sobre ele, então é bom. Além disso, ele é um cara muito inteligente, sabe muito bem o que falar e o que não falar. E a equipe sabe que ele está fazendo um bom trabalho", acrescentou.

Jos Verstappen, por fim, ainda deixou claro que foi um grande erro dos críticos questionarem a capacidade de Max apenas por causa da idade, antes do campeonato começar. "Eu li algumas reportagens, mas ninguém veio me falar que estávamos errados. Não me importa o que disseram ou se falaram que era errado colocá-lo para correr. Eu sabia que ele conseguiria, e a Red Bull também. Eles têm uma grande fé nele", explicou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube