Verstappen elogia ritmo de corrida da Red Bull. E Ricciardo se diz entediado com dia de treinos: “Sempre a mesma coisa”

Max Verstappen e Daniel Ricciardo buscam reação imediata para a Red Bull depois do duplo abandono no GP do Bahrein na semana passada. A dupla pontuou o bom desempenho do RB14 em ritmo de corrida neste dia de treinos livres em Xangai, o que deixa a equipe otimista para domingo. Contudo, o australiano revelou que não é um fã das sextas-feiras de treino na F1

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Ainda que não tenha ficado tão perto da Mercedes como a Ferrari, a Red Bull deixou sua marca nesta sexta-feira (13) de treinos livres do GP da China de F1 e mostrou força, sobretudo nos long-runs. Nas simulações de corrida feitas na segunda sessão do dia em Xangai, tanto Max Verstappen como Daniel Ricciardo viraram tempos constantes e muito próximos em relação a Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, deixando a dupla taurina animada principalmente com o domingo. Verstappen destacou exatamente o ritmo de corrida do RB14, enquanto Ricciardo falou sobre a “entediante” sexta-feira de treinos livres. “É sempre a mesma coisa”, disparou.

 
Na visão de Max, quinto colocado nos dois treinos do dia, “o ritmo foi bom, especialmente nos long-runs”.
 
“Fiquei feliz com a forma como o carro se comportou muito bem lá. Em volta lançada, acho que nós ainda podemos melhorar um pouquinho, mas não há problemas, o que é bom. Os pneus ainda não estiveram totalmente prontos, mas também foi uma história parecida com a do Bahrein. Então mudei o mapeamento, e isso foi bom.”, destacou.
Max Verstappen parte em busca de reação para a Red Bull em Xangai (Foto: F1/Twitter)
Verstappen considera uma boa posição de largada importante em Xangai. Porém, mais importante ainda é conseguir impor um bom ritmo de prova no domingo. “Nós temos de ter uma boa classificação. Mas no geral, mesmo quando isso não acontece, acho que na corrida nós vamos estar competitivos, e nesta pista você pode ultrapassar”, observou.
 
Ricciardo também pontuou sobre os long-runs feitos nesta sexta-feira, ainda que tenha mostrado um discurso mais contido que o do seu companheiro de equipe. Daniel ressaltou que o rendimento dos pneus ultramacios, os mais rápidos do fim de semana, não foi como o esperado.
 
“Foi ok. Acho que, em termos de performance pura com os pneus ultramacios, nós não fomos muito bem. Então, precisamos melhorar um pouquinho com o acerto e apenas entender o que nós podemos fazer de melhor. Mas com os macios e os médios nós fomos mais competitivos”, analisou.
Daniel Ricciardo deixou claro que não é fã dos treinos livres de sexta-feira na F1 (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
“Em termos de performance em volta lançada, se fizermos a classificação com os ultramacios, nós precisamos melhorar, mas nós não parecemos mal”, disse Ricciardo, um dos poucos pilotos a fazer o melhor tempo pessoal no primeiro treino: 1min34s537, 0s020 mais rápido em relação ao treino da tarde. No geral, o sorridente piloto cravou o nono tempo da sexta-feira.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Se dependesse do australiano, a programação do fim de semana nem passaria pela sexta-feira de treinos e já avançaria para o sábado de treino classificatório. “Fico muito entediado na sexta-feira, é sempre a mesma coisa. Eu só quero agora fazer a classificação e a corrida. Testes, treinos, seja lá o que for. É chato”, opinou.

 
No fim das contas, Ricciardo também deposita as esperanças em uma boa performance da Red Bull na corrida. “Correu tudo bem no dia, mas vamos esperar até a classificação para ver como nós vamos ir. Nós não estamos rápidos o bastante em volta lançada com os ultramacios, mas ainda nós não sabemos exatamente onde cada um está. Nós vamos melhorar algumas coisas e espero que estejamos lá amanhã e, mais importante, no domingo”, concluiu.

O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da China, terceira etapa da temporada 2018 do Mundial de F1.

”O IMPORTANTE NÃO É SÓ LEVAR DINHEIRO”

SETTE CÂMARA TRAÇA F1 COMO META E MIRA CARREIRA SÓLIDA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube