Verstappen exalta nova geração e diz: “Está ficando chato ver Hamilton vencer”

Max Verstappen garantiu que respeita muito Lewis Hamilton e que está tudo bem entre os dois, mas isso não muda o fato do holandês achar que a F1 tem ficado chata com apenas o inglês vencendo

Max Verstappen já é um dos grandes nomes do grid atual da F1, mas o holandês quer mais do que isso. Conhecido por suas falas polêmicas e por dizer o que pensa, o jovem piloto afirmou que a categoria tem ficado chata com apenas Lewis Hamilton no topo e exaltou a nova geração da qual faz parte, acreditando que são estes os principais rivais do inglês que conquistou o hexacampeonato em Austin.
 
Verstappen espera brigar pelo título em 2020 com a Red Bull e acha que isso é algo que a F1 também gostaria, com uma alternância de domínio finalmente voltando a acontecer.
 
"Acho que é bom para a F1 que os caras novos apareçam e que consigam chegar ao topo em breve. Está ficando meio chato ver o Lewis vencer, então, precisamos tentar e mudar isso", comentou o holandês durante um evento de um de seus patrocinadores.
Max Verstappen quer a famosa alternância de poder (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Para Max, a aposentadoria de Hamilton não está longe, mas isso não quer dizer que ele vai parar de vencer. O holandês vê o domínio do inglês condicionado ao fato da Mercedes acertar ou não a mão e, consequentemente, ao que farão os rivais como a Red Bull em 2020 e nos demais anos.

 
"Ele está ficando mais velho, é claro que uma hora ele vai ter de parar. Mas, sinceramente, o domínio continuar ou não vai depender da equipe, não dele. Se a Mercedes continuar fazendo carros realmente dominantes, com certeza ele vai vencer, então precisamos ter certeza enquanto time que podemos batê-los", comentou.
 
Verstappen elogiou o rendimento do motor Honda, grande novidade de uma Red Bull que ficou por anos com a Renault e ainda reiterou a felicidade de trabalhar no time austríaco.
 
"Acho que estamos no caminho certo. Quando colocamos nosso motor na comparação com Mercedes e Renault, estamos bem perto do que é a Mercedes hoje, então, é promissor para o próximo ano. Realmente quero ser campeão pela Red Bull, me sinto em casa, acho que isso é algo bem importante para um piloto, se sentir importante no time", seguiu.
 
Após a forte polêmica em Austin quando falou que a Ferrari trapaceava nos motores, Max prometeu não tocar mais no assunto e pensar na corrida em Interlagos, bem como garantiu que está em paz com Hamilton após uma conversa.
 
"É um assunto delicado, eu vou tentar não me envolver mais nisso. Prefiro seguir em frente, esquecer isso e focar no Brasil. Falei com o Lewis no grid em Austin, respeito muito ele, mas somos pilotos de verdade e, de vez em quando, as coisas são mais duras, mas conversamos e está tudo bem", completou.
 

Paddockast # 41
MAIORES VITÓRIAS DE HAMILTON NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar