Verstappen põe panos quentes e evita polêmica com Hamilton após ser chamado de “idiota” em “momento de adrenalina”

Max Verstappen não começou uma briga e tampouco abriu contagem após Lewis Hamilton chamá-lo de "idiota" após a corrida no Bahrein. A declaração de Hamilton foi feita na adrenalina do pós-corrida, defendeu Verstappen se aliando àquilo que Sebastian Vettel havia avaliado, e colocou panos quentes na situação

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Pelo menos até agora, dois dias passados do GP do Bahrein de 2018, ninguém conseguiu criar um ambiente estranho de provocações entre Lewis Hamilton e Max Verstappen. A situação já envolveu os dois, Sebastian Vettel e um textão, mas por enquanto a paz ainda reina. Mesmo após Verstappen se manifestar pela primeira vez.

 
Tudo começou com a batida entre Verstappen e Hamilton na segunda volta da corrida do último domingo na pista de Sakhir. Ambos estavam mais atrás das primeiras colocações e tentavam ganhar o pelotão quando se encontraram e Verstappen não se fez de rogado em tentar a manobra contra o tetracampeão – de fato, a Red Bull começara a prova mais rápida que a Mercedes. Os dois se tocaram, com Verstappen levando a pior com um furo de pneu e abandonando a prova pouco depois.
 
Ao fim da corrida, Hamilton, que terminou em terceiro, comentou o toque na antessala do pódio após imagens da TV no local. Como estava com microfone, deu para ouvi-lo chamando Verstappen de "dickhead", algo como "idiota". Depois, na coletiva pós-corrida, quando questionado, colocou panos quentes e disse que Max ainda é jovem. Vettel se meteu e disse que era absurdo levar em conta o que um piloto tinha dito no momento de adrenalina.
 
Verstappen, que já mostrou uma disposição para falar o que der na telha, seguiu a linha de raciocínio de Vettel. Segundo ele, apenas uma coisa dita em momento de sangue quente.
Max Verstappen e Lewis Hamilton (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"Ele tinha acabado de sair do carro naquela hora… Essas coisas acontecem. Quando você acabou de sair do carro, então geralmente ainda está cheio de adrenalina", afirmou em entrevista ap programa de TV holandês 'Peptalk'.

 
Verstappen ainda aproveitou novamente para defender a tentativa que fez para ultrapassar Hamilton. De acordo com ele, tratava-se de uma chance clara.
 
"Eu estava bem perto [dele] e tive a chance de ultrapassar. Pensei que era uma boa oportunidade, nosso carro estava ótimo. Sabia que tínhamos um ótimo carro para a corrida, então eu sabia que seria capaz de lutar com eles [Mercedes e Ferrari]", encerrou.
 
Vettel, antes do textão, venceu a prova.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube