Verstappen se diz “100% convencido” de que brigaria por título na F1 se guiasse por Mercedes ou Ferrari

Max Verstappen voltou a cobrar evolução da Red Bull, mas se mostrou confiante na capacidade do time de construir um carro competitivo. Holandês afirmou, no entanto, que seria campeão se estivesse correndo com os carros de Mercedes ou Ferrari

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Max Verstappen vem em um ano cheio de tropeços, marcado pela falta de confiabilidade no carro da Red Bull, mas não deixou os problemas abalarem sua confiança. O holandês avaliou que estaria na briga pelo título de 2017 se estivesse em Mercedes ou Ferrari.
 
Questionado pela publicação alemã ‘Auto Motor und Sport’ se seria campeão guiando por Mercedes ou Ferrari neste ano, Verstappen respondeu: “Estou 100% convencido disso”.
Max Verstappen descartou mudar abordagem (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Na visão de Verstappen, a Red Bull subestimou a força das rivais na temporada 2017 e também enfrentou problemas no desenvolvimento.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Acho que subestimamos a competição”, admitiu. “Aí tivemos problemas de correlação com o túnel de vento. Agora temos de correr atrás e temos de estar prontos para o próximo ano”, destacou.
 
Cobrando evolução da Red Bull, Verstappen afirmou que é difícil fazer previsões sobre a temporada 2018, mas mostrou confiança na capacidade da escuderia dos energéticos.
 
“É difícil prever o que vai acontecer na F1”, comentou. “Só posso prometer o seguinte: daremos nosso melhor para construir o melhor carro. Acredito no meu time e a nossa equipe técnica está em posição de fazer isso, mas precisamos de um pacote completo para atingir nossas metas”, ponderou.
 
Perguntado sobre a Renault, Verstappen foi menos incisivo, mas ressaltou seu desejo por um carro competitivo.
 
“Eles trabalham muito duro para resolver nossos problemas técnicos e tentar extrair mais potência do nosso pacote. Mas eu não estou envolvido no desenvolvimento”, falou. “Sou honesto e direto, eu não minto. A única coisa que quero é um carro vencedor”, sublinhou.
 
Na disputa interna da Red Bull, Verstappen leva vantagem em relação a Daniel Ricciardo nas classificações, mas a história tem sido diferente aos domingos. O australiano soma 162 pontos no Mundial de Pilotos, contra 68 do holandês, que teve muitas quebras ao longo do ano.
 
“Claro, um lado da garagem parece mais feliz do que o outro, por conta de todas as dificuldades que tivemos com o meu carro”, falou. “Mas, no geral, o humor no time está ficando cada vez melhor. Especialmente em comparação com o início da temporada em Melbourne. O carro está ficando mais rápido, nós estamos ficando mais competitivos”, seguiu.
 
“Eu só tento ficar positivo. Tenho de ver o lado positivo da temporada. Isso sempre foi a classificação, a velocidade está lá. Mesmo nas corridas, sempre estive em boas posições antes das quebras. Por outro lado, os resultados não refletem o que estou fazendo nesta temporada”, opinou. 
 
Verstappen, no entanto, descartou que sua agressividade tenha sua parcela de responsabilidade em sua posição na classificação.
 
“Minha abordagem está correta. Só tive azar. Por que deveria mudar algo? Sou rápido. Podemos ver na telemetria que não faço nada de errado ou ao contrário de Daniel. É só engraçado que os problemas em dia de corrida apareçam apenas no meu carro”, declarou.
 
TORO ROSSO DEMOROU DEMAIS

REBAIXAMENTO SEGUIDO DE AFASTAMENTO DE KVYAT É TUDO, MENOS INJUSTO  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube