Vettel critica Rosberg e garante que ainda não pensou em aposentadoria da F1: “Amo o que eu faço”

Sebastian Vettel entende que a aposentadoria não é uma decisão para ser tomada de um dia para o outro. No momento, deixar as pistas não faz parte dos seus planos. O tetracampeão não quer seguir os passos do compatriota Nico Rosberg, que se retirou do esporte, mas “está correndo de um compromisso para o outro”. Sua meta na F1 é uma e ele a tem bem clara: ser campeão do mundo com a Ferrari

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

30 anos, 46 vitórias, 49 poles, 96 pódios, quatro títulos mundiais. Mesmo todos esses números, que o colocam no rol dos maiores nomes da história da F1, Sebastian Vettel ainda não está satisfeito e quer muito mais. Por isso, a aposentadoria nem de longe é cogitada pelo alemão. Mais do que nunca, o objetivo do piloto é um só: voltar ao Olimpo do esporte como piloto da Ferrari.

 
Em entrevista concedida à versão alemã da revista ‘Playboy’, Vettel descarta, por um bom tempo, se retirar das pistas. “Não pensei nisso. Eu vejo isso como uma decisão muito grande, não como algo espontâneo”, disse. 
Feliz na Ferrari, Sebastian Vettel disse que ainda não pensou em se aposentar na F1 (Foto: Ferrari)
Na sequência, aproveitou para criticar Nico Rosberg. O compatriota optou por se aposentar da F1 apenas cinco dias depois de ter conquistado o título mundial em Abu Dhabi. O piloto alegou que precisava passar mais tempo com a família. “Vejo que Rosberg está correndo de um compromisso para o outro”, apontou.
 
Feliz por correr pela equipe mais tradicional da F1, Vettel é claro: não pensa em mudar de casa tão cedo. Recentemente, o tetracampeão assinou a renovação de contrato, que agora vai até o fim de 2020. 
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Acho que todo mundo que já sentou em uma Ferrari sente algo especial”, declarou Seb, deixando claro que não cogita mudança de ares. “Ainda não me tornei campeão com a Ferrari”. 

 
De qualquer forma, Vettel avisa que tem um motivo ainda mais importante para continuar correndo por um bom tempo na F1. “Sou a pessoa que sou e amo o que eu faço”, finalizou o vice-líder do Mundial em 2017.
’EXTRAORDINÁRIO’

DI GRASSI VÊ HAMILTON COMO UM DOS TRÊS MAIORES DA HISTÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube