Vettel descarta rótulo de ‘azarão’ da temporada e traça objetivo: ser chamado de ‘favorito’ no futuro

Sebastian Vettel está feliz com o ritmo apresentado ao longo de 2015, suficiente para deixar para trás a difícil temporada 2014. O alemão, todavia, não se vê como ‘azarão’ do ano, rótulo que dispensa. Para o tetracampeão, o que importa é voltar a ser favorito na F1

Sebastian Vettel chegou à Ferrari em 2015 com um objetivo claro: deixar o fraco 2014 para trás e ajudar a tradicional escuderia a se reerguer. Na atual temporada, os resultados surpreenderam muito: o tetracampeão já venceu três corridas, enquanto a esquadra de Maranello se consolidou como segunda força da F1.
 
A rápida melhora pegou muita gente de surpresa. Mas Vettel não quer ser visto como o ‘azarão’ de 2015: o tetracampeão pensa que já deu várias provas de que os bons resultados são muito mais do que acaso ou coincidência.
Depois de um 2014 ruim, Vettel voltou ao topo do pódio com a Ferrari (Foto: AP)
“Não me considero o azarão. Sei que não somos favoritos, mas acho que mostramos desde o começo da temporada que não estamos misturados com o meio do pelotão. Se conseguimos um bom dia, temos chances razoáveis de ir ao pódio e vencer corridas, e é isso que conseguimos até aqui”, disse Vettel, em entrevista à ‘Autosport’.
 
Sebastian comemora os frutos de 2015, mas já avisa: a Ferrari só vai descansar quando estiver no topo novamente, coisa que não acontece desde 2008. Aí, Vettel vai pode abrir um largo sorriso quando perceber que deixou de ser o ‘azarão’ para ser o favorito.
 
“Como um todo, esta temporada foi bem diferente da última. Óbvio, é uma situação completamente nova para mim e para a equipe. Me juntar à Ferrari foi uma grande experiência até aqui, mas também sabemos onde queremos estar no futuro”, continuou.
 
“Temos muito trabalho pela frente, e certamente vamos ser mais felizes no futuro se as pessoas não nos chamarem de azarões, e sim de favoritos”, considerou.
Vettel chega ao fim do campeonato com o objetivo de superar Rosberg (Foto: AP)
Com duas etapas faltando para o fim da temporada, Vettel ainda não vê sua missão como completa. O tetracampeão, ainda sem conseguir ameaçar Lewis Hamilton, foca no segundo lugar no Campeonato de Pilotos, retomado por Nico Rosberg no GP do México.
 
“Surpreendemos muitas pessoas nesta temporada, e certamente excedemos nossas próprias expectativas. No fim das contas, tudo foi bem positivo até aqui e o segundo lugar é o objetivo”, falou.
 
“O primeiro, infelizmente, está fora de alcance e segundo certamente é melhor que terceiro, então vamos para o segundo”, finalizou.


document.MAX_ct0 ='';
var m3_u = (location.protocol=='https:'?'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?':'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random()*99999999999);
document.write ("”);
//]]>–>

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube