Vettel fecha temporada de olho na briga pelo título em 2018. E diz que “a Ferrari não vai sair de férias”

Encerrada a temporada 2017, o foco das equipes e pilotos passa a ser o campeonato do ano que vem. Para a Ferrari, determinada a destronar a Mercedes depois de um ano de grande evolução, está decidido: nada de férias durante o inverno. Tudo para dar os saltos necessários para brigar pelo título do início ao fim de 2018

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Ferrari ficou perto de finalmente levar um piloto ao título do Mundial de F1 dez anos depois de comemorar a última grande conquista, com Kimi Räikkönen. Sebastian Vettel fez uma grande temporada 2017 e liderou a maior parte do campeonato, sendo superado por Lewis Hamilton somente depois da 13ª etapa, o GP da Itália. Seb ainda tinha chances, mas sucumbiu depois do acidente na largada em Singapura e da falha em uma vela de ignição no começo do GP do Japão. O sonho do título foi adiado por mais um ano.

 
Mas a Ferrari não desiste da grande meta de destronar a Mercedes e começou a trabalhar duro para alcançar seu objetivo na próxima temporada. Para isso, não vai haver descanso neste fim de ano. Foco total no trabalho de desenvolvimento do novo carro e também do novo motor, já sob a égide do novo regulamento, que limita para apenas três as unidades de potência usadas por piloto ao longo do campeonato.
 
Sebastian Vettel terminou sem qualquer chance de lutar com as Mercedes de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas em Abu Dhabi, no último domingo (26). É mais um motivo para que a Ferrari trabalhe duro não só para encurtar a diferença, mas para superar a rival prateada.
Sebastian Vettel encerrou a temporada com o foco todo voltado para 2018 (Foto: Ferrari)
“A Ferrari não vai sair de férias, não vamos ter descanso. Vamos trabalhar durante todo o inverno para vencer no ano que vem. No geral, não fomos fortes o bastante nesta temporada. Perdemos muitos pontos, mas não estivemos ao nível da Mercedes, e isso é algo que nós devemos aceitar”, ponderou o tetracampeão.
 
O principal piloto do time reconheceu, contudo, uma evolução muito significativa depois de uma temporada sem vitórias em 2016. 
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Melhoramos enormemente neste ano. Nosso carro foi competitivo desde a primeira corrida e é preciso reconhecer os méritos da equipe que trabalhou no chassi e no motor. Fizemos grandes progressos, mas ainda nos falta alguma potência em relação à Mercedes”, complementou.

 
Até mesmo pelo foco total na próxima temporada, Vettel desistiu de participar da Corrida dos Campeões, da qual é o maior vencedor da Copa das Nações. A prova, que em 2018 vai ser realizada na Arábia Saudita, no começo de fevereiro, foi deixada de lado. Seu objetivo mesmo é levar a Ferrari de volta ao topo da F1.
“CHORAVA COMO UM BEBÊ”

FÉLIX DA COSTA REVELA TRISTEZA APÓS PERDER CHANCE NA F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube