Vídeo: câmera on-board mostra volta em novo circuito de rua de Baku, palco do GP da Europa de F1

Com um carro da GP3, o azeri Gulhuseyn Abdullayev completou algumas voltas no novo circuito de rua de Baku. A capital do Azerbaijão vai receber pela primeira vez o Mundial de F1 neste fim de semana. Destaque para a desafiadora e estreitíssima curva 8, que passa bem próximo a uma torre no centro histórico da cidade

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Pela primeira vez na história, o Azerbaijão vai receber uma etapa do Mundial de F1. A estreia do país no calendário da categoria vai acontecer neste fim de semana com a disputa da oitava etapa da temporada 2016, o GP da Europa. A prova vai acontecer nas ruas da capital, Baku, e vai compreender trechos tanto do centro moderno como também da cidade histórica. A expectativa é que o traçado seja o circuito urbano mais rápido do mundo, de acordo com seu projetista, o alemão Hermann Tilke.

 
A pista conta com uma extensão total de 6,006 km e conta com uma longa reta, de mais de 2 km, onde os pilotos podem alcançar cerca de 340 km/h, de acordo com a McLaren. A expectativa é que o traçado seja percorrido com 56% de aceleração, tendo como pontos de ativação da asa móvel as zonas antes das curvas 1 e 3.
 

determinarTipoPlayer(“15895378”, “2”, “0”);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Uma das atrações do novo circuito de rua de Baku está, sem dúvidas, na curva 8. Estreitíssimo, o setor passa bem ao lado de uma torre, já no centro histórico da capital azeri, e pode se tornar facilmente um ponto de vários toques ao longo da prova no próximo domingo.

 
A curva mais rápida será a 16, onde os pilotos vão poder passar a cerca de 170 km/h. Já a curva mais lenta será justamente a 8, com expectativa de velocidade de, no máximo, 86 km/h. Ainda segundo a McLaren, a expectativa é de 62 mudanças de marcha por volta, totalizando 3.162 ao longo da corrida, que terá um total de 51 voltas.
O circuito de Baku já está pronto para a F1 (Foto: Divulgação)
No fim de maio, o piloto azeri Gulhuseyn Abdullayev realizou um teste na nova pista da F1 ao guiar um carro da GP3 em Baku. A organização da corrida divulgou nesta semana um vídeo com as voltas completadas por Abdullayev pelo traçado, indicando, da imagem do seu carro, os desafios que os pilotos da principal categoria do automobilismo terão pela frente a partir de sexta-feira.

Curtiu a nova pista da F1? Então curte aqui a nossa página e opine.

PADDOCK GP #32 DEBATE MotoGP, F1, INDY E STOCK CAR

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube