VÍDEO: Hamilton erra e bate forte durante terceiro treino livre na Bélgica

Lewis Hamilton vive um raro fim de semana problemático neste regresso da F1 após as férias de verão. O britânico cometeu um erro na metade final do terceiro treino livre do GP da Bélgica, na manhã deste sábado, e bateu sua Mercedes na barreira de proteção da curva Les Fagnes

Até agora, o fim de semana de retorno das férias da F1 não tem sido nada fácil para Lewis Hamilton. Depois de uma sexta-feira em que viu a Mercedes muito atrás da Ferrari, o sábado para o britânico começou da pior forma: no muro. Hamilton cometeu um raro erro na saída da curva Les Fagnes, perdeu o controle do carro e acertou a barreira de proteção de pneus.
 
Como consequência, a suspensão dianteira esquerda do seu W10 ficou destruída com o impacto. A direção de prova teve de acionar a bandeira vermelha, que resultou em uma paralisação de 14 minutos. 
 
No momento da batida, Hamilton tinha o quarto melhor tempo. Tão logo o terceiro treino foi retomado, Daniel Ricciardo, Max Verstappen e Sérgio Pérez superaram o britânico, que fechou a tabela de tempos em sétimo.
 
Pouco depois do TL3, Toto Wolff falou sobre as consequências do acidente com Lewis. “Estamos avaliando se o chassi tem danos. Parece ok, mas vamos torcer. É um raro erro [de Hamilton]”, disse o chefe da Mercedes.
 
“Vamos trocar [suspensão e rodas] dos dois lados, bico, bargeboards e assoalho. Salvo surpresas inesperadas, acreditamos que vamos conseguir completar todo o trabalho a tempo de começar a classificação”, completou.
 
A sessão classificatória do GP da Bélgica acontece logo mais, às 10h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Paddockast #31
QUEM NA F1 PASSA DE ANO?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube