VÍDEO: Retardatário Ocon acerta líder Verstappen em tentativa de ultrapassagem no GP do Brasil

Esteban Ocon tentou um lance ousado durante o GP do Brasil e que teve um desfecho nada bom. Na 43ª volta da corrida, quando era 16º, tentou ultrapassar o líder Max Verstappen, mas os dois acabaram se tocando e rodando, com o holandês perdendo a ponta para Lewis Hamilton

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

Esteban Ocon foi protagonista de uma das principais cenas do GP do Brasil. Neste domingo (11), quando era retardatário, tentou passar o líder Max Verstappen, mas tocou no holandês e ambos rodaram.
 

Após mostrar grande desempenho e ir escalando o pelotão um a um, o titular da Red Bull aparecia na ponta do pelotão. Mas então, na volta 43, o piloto da Force India, que estava em 16º, tentou ganhar terreno para cima do adversário.
O acidente entre Ocon e Verstappen (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Mas o desfecho não foi nada bom. Na saída do S do Senna, os dois acabaram se tocando e rodando. Verstappen levou a pior, pois perdeu uma posição e caiu para a segunda colocação, com Lewis Hamilton encontrando caminho livre para fazer a ultrapassagem.
 
Obviamente, o #33 ficou bastante nervoso com a situação. Ele logo disparou no rádio “que puta idiota, que puta idiota”, chegando a mostrar o dedo do meio. A equipe tentou apaziguar a situação, dizendo que “você precisa se acalmar no momento”. 

Pouco tempo depois, saiu a decisão sobre o lance. Ocon recebeu uma punição e teve de pagar um 'stop and go' de 10s.
O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do Brasil de F1 com os repórteres Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Gabriel Curty, Juliana Tesser, Nathalia De Vivo e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe tudo aqui.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube