Villeneuve muda ‘alvo da metralhadora’ e diz que desempenho de Bottas em 2017 foi “quase vergonhoso”

Jacques Villeneuve é um sujeito que não mede palavras quando decide criticar alguém. E o 'alguém' da vez foi Valtteri Bottas, que, de acordo com o campeão mundial de 1997, teve uma performance horrível no ano que passou

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Jacques Villeneuve é imparável. O campeão mundial de 1997 e hoje um dos comentaristas de TV mais influentes do esporte não se cansa de ser uma máquina de declarações bombásticas. E dessa vez nem sobrou para seu alvo favorito de 2017, Lance Stroll: foi Valtteri Bottas quem acabou vítima da metralhadora do canadense.

 
De acordo com Villeneuve, a Mercedes tomou a decisão errada no ano passado, quando definiu a sucessão do aposentado Nico Rosberg. O ano de 2017 mostrou, segundo o ex-piloto, um Bottas de desempenho "quase vergonhoso" e incapaz de tirar proveito do melhor carro do grid. A sorte por aquelas bandas é ter alguém como Lewis Hamilton para compensar.
 
"A Mercedes venceu porque segue tendo o melhor motor, mas apenas Hamilton foi capaz de tirar proveito disso", afirmou em entrevista para a revista alemã 'Auto Bild'. "O desempenho de Bottas foi quase vergonhoso. Ele é um sólido segundo piloto, nada mais que isso", seguiu.
 
É uma declaração um tanto quanto estranha, levando em consideração o fato de que Bottas, em seu primeiro ano no volante de uma Flecha Prateada, venceu três corridas e conquistou quatro pole-positions. No fim das contas, terminou o campeonato apenas 12 pontos atrás de Sebastian Vettel na disputa pelo vice-campeonato mundial.
Valtteri Bottas (Foto: AFP)
Em meio às críticas, Villeneuve ofereceu uma alternativa para a Mercedes "Eu preferiria ter Wehrlein", falou. Pascal Wehrlein foi um dos nomes especulados antes do anúncio de Bottas, entre os últimos dias de 2016 e o começo de 2017. O jovem alemão é piloto do programa da Mercedes e após dois anos na F1, com Manor e Sauber, ficou sem vaga para 2018.
 
Quanto a Bottas, o desempenho dele é defendido por Toto Wolff e Niki Lauda, que resolveram renovar em mais um ano o contrato do finlandês – que agora caminha até o fim de 2018.
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube