Vitória de Vettel em Cingapura acaba com seca de cinco anos sem triunfos de ponta a ponta da Ferrari

Sebastian Vettel conseguiu, neste domingo (20), acabar com uma longa sequência sem vitórias de ponta a ponta da Ferrari. A última vez que a escuderia italiana teve um de seus pilotos liderando todas as voltas foi em 2010, no mesmo GP de Cingapura, com Fernando Alonso. De lá para cá, foram 94 provas

Sebastian Vettel entregou uma performance digna de tetracampeão no GP de Cingapura deste domingo (20). Sem ser ameaçado por ninguém, o alemão rumou soberano para seu terceiro triunfo em 2015. Mais do que isso: a primeira vitória de ponta a ponta desde 2010.
 
As condições para conseguir o feito pareciam ideais: a Mercedes não conseguia encontrar o ritmo avassalador de outrora, fazendo com que Sebastian se preocupasse apenas com Daniel Ricciardo e sua claudicante Red Bull.
Vettel liderou a prova desde a largada (Foto: AP)
O último piloto da Ferrari que teve o privilégio de liderar todas as voltas de uma prova foi Fernando Alonso, também em Cingapura. Na ocasião, o espanhol liderava o campeonato e dava pinta de que conquistaria o tricampeonato já em seu primeiro ano na tradicional escuderia. Desde então, 94 provas se passaram.
 
Sebastian Vettel quase conseguiu o feito no GP da Hungria deste ano. O alemão só não liderou uma volta, durante uma rodada de pits, quando Kimi Räikkönen assumiu a ponta.
 
Vettel, aliás, também sentia saudades de vencer de ponta a ponta. A última vez que o fizera foi no GP do Brasil de 2013, quando encerrou uma incrível sequência de nove vitórias seguidas.
 
A terceira vitória de 2015 é importante também por outro motivo: é o 42º triunfo de Vettel, ultrapassando Ayrton Senna e se isolando como terceiro maior vencedor de todos os tempos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube