Vitórias de times pequenos em 2021? Chefe da Haas vê pensamento “ingênuo”

Günther Steiner não vê chances de equipes fora do top-3 da Fórmula 1 em vencerem a partir de 2021, quando o regulamento terá teto orçamentário. E diz que quem pensa isso está sendo "inocente demais"

Günther Steiner tem opinião bem formada sobre quem acha que as mudanças no regulamento da Fórmula 1 para 2021, incluindo o teto orçamentário, farão com que outras equipes além de Mercedes, Ferrari e Red Bull briguem por vitórias na categoria.

Segundo o chefe da Haas, quem pensa assim é até inocente. Foi o que ele disse em entrevista ao 'Motorsport': "É muita ingenuidade. Não vai acontecer", resumiu.

Gunther Steiner (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

O ponto, para ele, é que a esperança de lutar por triunfos não é um argumento que possa utilizar para que Gene Haas, o dono da equipe, decida por dar continuidade ao projeto.

"Acho que é difícil dizer isso. Ele precisa se convencer sozinho. É como eu vejo. Ele entende melhor. Não acho que há muitas maneiras de convencê-lo, ele precisa se convencer que é o que ele quer fazer, investir seu dinheiro", disse.

"Ele tem entendimento o suficiente para saber que se dissermos a ele que podemos vencer em 2021, ele poderá dizer que não sabemos do que estamos falando. Teria que concordar com ele", completou Steiner.

Anteriormente, ao GRANDE PRÊMIO, o dirigente já havia afirmado que o teto orçamentário para 2021 não vai aproximar as equipes, mas que é, ao menos, um "primeiro passo".

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube