Wehrlein é aprovado em exame médico após acidente em Mônaco e garante presença no GP do Canadá

Via Twitter, Pascal Wehrlein informou que teve êxito na sua avaliação médica feita nesta quinta-feira e, desta forma, está apto para correr semana que vem em Montreal, deixando para trás o susto vivido no último GP de Mônaco

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : ‘pt’
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : ‘inread’
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Definitivamente, foi apenas um susto. Depois do acidente que sofreu no último GP de Mônaco no domingo (28) após toque de Jenson Button, Pascal Wehrlein foi submetido a um exame médico nesta quinta-feira para avaliar as suas condições para competir no Canadá, no próximo fim de semana. No entanto, diferente do que aconteceu no começo do ano, quando foi vetado da participação em uma sessão de pré-temporada e dos GPs da Austrália e da China em virtude de um forte acidente na Corrida dos Campeões — que resultou em fratura de uma vértebra do pescoço —, desta vez Werhelin está apto a correr em Montreal.

 
A informação foi confirmada pelo próprio Wehrlein por meio da sua conta no Twitter. “Exames todos feitos. Vejo vocês em Montreal”, escreveu o piloto alemão de 22 anos, que deixa o susto vivido no Principado para trás.
 
No começo do ano, Wehrlein foi substituído na Sauber pelo reserva da Ferrari, Antonio Giovinazzi, que disputou as duas primeiras corridas da temporada antes do retorno de Pascal, ocorrido no GP do Bahrein. Foi com o alemão que a Sauber conquistou todos os seus quatro pontos até agora, consequência do oitavo lugar no GP da Espanha.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Na última quarta-feira, Pascal já mostrava confiança na sua aprovação e ressaltou que os acidentes na Corrida dos Campeões e em Mônaco tiveram consequências bem distintas, com a batida em Miami sendo muito mais forte. 

 
“Eu me sinto bem para poder participar da próxima corrida. As costas não me incomodam. Quando tive o acidente em janeiro na Corrida dos Campeões, uma hora depois comecei a sentir dor, e isso foi ficando cada vez mais intenso. Agora, depois de duas horas, me sinto perfeitamente bem, e isso é um bom sinal. É difícil dizer, vamos ver como me sinto nos próximos dias”, o jovem alemão em entrevista ao site norte-americano ‘Motorsport.com’.
ALONSO ATINGE NOVO PATAMAR NA HISTÓRIA DO AUTOMOBILISMO NA ESPETACULAR INDY 500

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = ‘ca-pub-6830925722933424’;
google_ad_slot = ‘8352893793’;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(‘crt_ftr’).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(‘cto_ifr’);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(‘px’)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write('’);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube