Wehrlein se surpreende com boa condição física e fala em “fim de semana mentalmente importante” no Bahrein

No retorno à F1, Pascal Wehrlein se mostrou surpreso com seu desempenho e condição física após o GP do Bahrein, mas admitiu que precisa dar uma resposta aos críticos por sua ausência das duas primeiras provas de 2017

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Pascal Wehrlein se disse surpreso com sua capacidade física depois de terminar o GP do Bahrein na 11ª posição com a Sauber. O alemão perdeu as duas primeiras etapas da temporada 2017, depois de ter fraturado três vértebras em um acidente quando disputava a Corrida dos Campeões, em janeiro último. 

 
Falando após a corrida barenita, o piloto de 22 anos afirmou que o treinamento extra foi responsável por sua recuperação física. "Fiquei surpreso com a minha condição física", admitiu Wehrlein ao falar com os jornalistas, em Sakhir, sobre o desempenho ao longo das 57 voltas da etapa deste domingo. "Foi uma grande mudança depois dessas duas semanas de treinos para mim, fiquei realmente feliz no geral. Em termos de performance, essa prova também foi boa e fiquei contente, foi como se nunca tivesse ficado de fora", completou.
 
Mesmo não tendo problemas físicos durante a prova, nem mesmo nos estágios finais, quando se viu em uma dura briga com Daniil Kvyat, Wehrlein admitiu que sentiu dores após o fim da corrida. "Agora eu sinto alguma dor, claro. Foi uma corrida longa e tenho um pouco de dor nas costas. Também estou um pouco mais cansado, mas acho que todo mundo está com essas temperaturas", emendou o jovem.
Pascal Wehrlein terminou GP na 11ª (Foto: Sauber F1 Team)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Pascal também acredita que o bom desempenho no Bahrein foi mentalmente importante para si, especialmente após as críticas depois da ausência das provas iniciais. O alemão admitiu que as declarações negativas o afetaram. "Mentalmente, foi um ótimo fim de semana. Sei que posso fazer isso e sei que posso ser rápido, mas as últimas semanas foram bem difíceis para mim", reconheceu.

 
"Ouvi comentários loucos de outras pessoas, o que eu deveria fazer ou o que fariam na minha situação, mesmo sem saber qual era a minha situação. Então, a melhor resposta é mostrar desempenho na pista. Voltei como se nunca tivesse tido uma pausa", falou.
 
Por fim, Wehrlein deixou claro que era mesmo impossível disputar o GP da Austrália. "Em Melbourne, não foi possível. Não estava pronto em termos de condição física. Era muito cedo. Fazia apenas oito semanas da lesão das vértebras. Não pude me mexer durante cinco semanas, então ainda estava me recuperando do acidente", concluiu.
 
PADDOCK GP #73 DEBATE: VERSTAPPEN É O PILOTO MAIS IMPRESSIONANTE DA F1?

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube