Wolff defende gestão moderna da Mercedes e diz que cargo de chefe de equipe na F1 “não existe mais”

Toto Wolff, responsável pela chefia executiva da parte comercial da Mercedes, defendeu um novo estilo de gestão dos times da F1 e afirmou que o papel de chefe de equipe já não existe mais. "É coisa do passado"

As escuderias da F1 já não necessitam mais de um posto definido de chefe de equipe, alguém centralize todas as funções. A opinião é de Toto Wolff, que compartilha na Mercedes as responsabilidades executivas com o engenheiro Paddy Lowe, que trocou a McLaren pela esquadra alemã, desde a saída de Ross Brawn do time no fim do ano passado. Brawn era que exercia o papel de comando no time prateado.

Wolff é quem chefia a parte comercial, enquanto Lowe cuida do setor técnico. "A posição de chefe de equipe é uma coisa do passado. Você não tem um equivalente ao chefe de equipe em qualquer outro esporte, apenas nas empresas", afirmou o austríaco em entrevista ao site da F1.

Wolff é quem cuida da parte comercial na Mercedes (Foto: Mercedes)

"Veja o futebol… Você tem um treinador, aí tem um chefe de equipe e, em seguida, um homem que vai cuidar da parte comercial. Essa posição de chefe vem dos fundadores das equipes na F1, com as pessoas mais icônicas deste esporte, como Frank Williams, Ken Tyrrell e até Ron Dennis, que, na verdade, trabalhavam em todos os aspetos de seus times", explicou.

Dennis, aliás, retornou à chefia executiva da McLaren neste ano, depois de ter exercido o papel de comandante entre 1982 e 2009. E uma das primeiras medidas foi substituir Martin Whitmarsh por Eric Boullier, ex-chefe da Lotus. O francês, entretanto, assumiu o cargo de diretor de corrida na equipe inglesa.

"A época em que uma única pessoa decidia sobre a política, a questão com os acionistas, a organização e gestão, além da competição real, não existe mais. Acreditamos que a nossa estrutura de gestão é a resposta certa para as necessidades de um time de F1 moderno", completou dirigente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube