Wolff revela que Wehrlein fraturou vértebra do pescoço na Corrida dos Campeões: “Mal conseguia se mexer”

A tal lesão de Pascal Wehrlein, que nunca havia sido explicada em detalhes, se mostrou bastante séria: Toto Wolff, dirigente muito ligado ao piloto alemão, revelou que Wehrlein fraturou uma vértebra do pescoço ao capotar na Corrida dos Campeões

 
Toto Wolff desvendou um dos maiores mistérios da pré-temporada da F1: qual foi a exata lesão que tirou Pascal Wehrlein dos GPs da Austrália e da China? De acordo com o chefe da Mercedes, muito próximo do piloto da Sauber, foi por um motivo bem sério: Wolff revelou que, ao capotar durante a Corrida dos Campeões, Wehrlein fraturou uma vértebra do pescoço. 
 
“Pascal quebrou uma vértebra no acidente e deu sorte de não ter sofrido lesões ainda mais sérias”, disse Wolff, em entrevista à TV alemã ‘RTL’. “Ele mal conseguia se mexer. Ele precisou usar um espartilho e não pôde treinar esse tempo todo, perdeu toda a força”, lamentou.
Pascal Wehrlein arranjou um problemão na Corrida dos Campeões (Foto: Sauber F1 Team)
Wehrlein regressou ao carro da Sauber na segunda semana de testes da F1, mas ainda não se sentiu plenamente confortável. A mesma sensação veio após treinos livres em Melbourne, palco do GP da Austrália. Mas o problema já era outro: com a fratura superada, o novo obstáculo de Pascal passou a ser a falta de treinamento, essencial para lidar com os novos carros da categoria.
 
Precisando ganhar força no pescoço, Wehrlein nem viajou para Xangai. Com bastante antecedência, a Sauber avisou que Antonio Giovinazzi regressaria ao cockpit pelo segundo GP seguido. Assim, Pascal pôde focar na fase final da recuperação.
 
“Ele teria enfrentado o jet-lag e toda a viagem, o que não seria ideal para a recuperação. Acabou sendo uma decisão conjunta. Agora ele tem dez dias para treinar, entrar em forma, e aí vamos ao Bahrein com força total”, completou Wolff.
 

O GP da China, o segundo do campeonato, acontece neste fim de semana, e o GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades em Xangai AO VIVO e em TEMPO REAL.

 

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube