Cotado para lugar de Vandoorne na ART, Sirotkin diz que vaga de piloto de teste na F1 “é uma possibilidade”

Sergey Sirotkin pode ter uma temporada 2016 bem movimentada. O russo é muito cotado para a vaga de Stoffel Vandoorne na ART e admitiu que também pode ser piloto de teste na F1

A temporada 2015 de Sergey Sirotkin foi bastante positiva. Com desempenho muito regular, o russo fechou o campeonato da GP2 em terceiro. Para 2016, Sirotkin é um dos mais cotados para assumir a vaga de Stoffel Vandoorne na ART, além de admitir que há possibilidade de ser piloto de teste de algum time da F1.
 
Ao site russo Sportbox, Sirotkin assegurou que segue na GP2, mas não quis detalhar sua negociação com a ART.
 
"Estou muito feliz em continuar na GP2 para 2016. Sobre a ART, não há nada para anunciar, apenas que as negociações estão acontecendo", disse.
O russo Sergey Sirotkin, que esteve perto de vaga na Sauber, pode ser piloto de testes de algum time em 2016 (Foto: Sauber)
Para o promissor piloto, de concreto para 2016 apenas seu plano de vencer a GP2.
 
"Tudo o que eu posso dizer é que minha meta para o ano que vem é ser campeão. Depois de ficar em terceiro, nada mais poderia ser meu objetivo", seguiu.
 
Sirotkin reconheceu que tem propostas para ser piloto de testes em 2016 na F1, mas não confirmou que é ele o russo assegurado para testar no ano que vem, como afirmou Oksana Kosachenko, ex-agente de Vitaly Petrov.
 
"Nós temos propostas. Mas ainda não sabemos o que vamos fazer, se eu tiver o suporte financeiro necessário, talvez seja piloto de teste da F1 em 2016. É uma possibilidade. Talvez ela estivesse falando de outro piloto, mas eu reconheço que posso testar no ano que vem, sim", completou.
 
O russo fechou 2015 como terceiro colocado na GP2, atrás apenas de Vandoorne e Alexander Rossi.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube