Zhou vence corrida principal cheia de reviravoltas da F2 no Bahrein. Drugovich é 9º

Em outra grande corrida da Fórmula 2 no Bahrein, Guanyu Zhou venceu depois de segurar a pressão de Dan Ticktum na última volta. Felipe Drugovich terminou em nono lugar, enquanto Gianluca Petecof abandonou ao ver o extintor de incêndio estourar dentro do carro

Confira como foi o sábado de classificação da F1 no Bahrein (Crédito: Reuters/Grande Prêmio)

A Fórmula 2 fechou com chave de ouro a sua primeira rodada tripla da temporada 2021. A corrida principal da etapa deste fim de semana no Bahrein foi empolgante e cheia de reviravoltas. De pole-position, Guanyu Zhou chegou a cair até para quinto lugar, mas conseguiu se recuperar para conquistar a vitória nesta tarde de domingo (28) no Bahrein. Uma tarde que teve espetáculo de Oscar Piastri, os primeiros pontos do ano para Felipe Drugovich, nono colocado na disputa, e um problema inusitado para Gianluca Petecof, que viu o extintor de incêndio estourar dentro do carro, situação que o levou a abandonar a corrida.

Dan Ticktum, da Carlin, pressionou Zhou na volta final, mas a vitória ficou com o piloto da UNI-Virtuosi por 0s4 de vantagem. Liam Lawson, que largou em oitavo lugar com o carro da Hitech, fez outra ótima participação depois da vitória no sábado e faturou mais um pódio ao cruzar a linha de chegada em terceiro. Richard Verschoor, da MP, chegou até a sonhar com a vitória, liderou boas voltas, mas terminou em quarto lugar, enquanto Marcus Armstrong completou o top-5 com o carro da Dams.

GUANYU ZHOU; UNI-VIRTUOSI; FÓRMULA 2; F2; BAHREIN; CLASSIFICAÇÃO;
Guanyu Zhou conquistou a vitória em uma grande corrida no Bahrein (Foto: UNI-Virtuosi)

Oscar Piastri abandonou depois de uma batalha com Ticktum no fim da corrida. Mas o australiano deixou saldo muito positivo na sua rodada de estreia na F2, sobretudo no confronto contra um apagado Robert Shwartzman que, mesmo punido com um drive-through no começo da corrida, foi o sétimo, terminando logo atrás do carro da Carlin de Jehan Daruvala, dono de dois pódios no sábado. Theo Pourchaire, da ART Grand Prix, foi o oitavo, terminando à frente de Felipe Drugovich, que despontou com chances até de conquistar o pódio, mas o brasileiro foi punido em 5s por conta de infração durante o período de safety-car. Mesmo assim, o paranaense somou seus primeiros pontos no ano com o nono lugar, enquanto Matteo Nannini, sobrinho de Alessandro Nannini, fechou o top-10. Guilherme Samaia fechou a corrida em 15º.

Depois da rodada tripla deste fim de semana, a Fórmula 2 vai encarar um hiato de quase dois meses e volta a se reunir só entre 20 e 22 de maio com a disputa da etapa de Mônaco.

Saiba como foi a corrida principal da Fórmula 2 no Bahrein

Diante de uma pista muito suja de areia, os pilotos da Fórmula 2 largaram para a principal corrida do fim de semana no Bahrein. Christian Lundgaard superou o pole Guanyu Zhou e assumiu a liderança já na reta dos boxes. Felipe Drugovich também foi muito bem e passou o chinês, seu companheiro de equipe na UNI-Virtuosi, e conquistou a segunda posição.

LARGADA; FÓRMULA 2; F2; BAHREIN;
Largada empoeirada da corrida principal da F2 no Bahrein (Foto: F2/Twitter)

Mas o safety-car entrou em ação logo na primeira volta em razão do incidente entre Lirim Zendeli e Roy Nissany. Quem tocou no carro da Dams de Nissany foi Robert Shwartzman, da Prema, que vinha logo atrás. A batida afetou também o carro do alemão, que foi para os boxes. Pior para o piloto israelense, que teve de abandonar a corrida. Outro que deixou a disputa foi o italiano Alessio Deledda. O russo foi punido com drive-through por ter causado a batida.

Na relargada, ocorrida na volta 4, Drugovich partiu para cima de Lundgaard e assumiu a liderança da disputa. Só que o dinamarquês da ART Grand Prix deu o troco ainda no miolo do circuito e retomou a dianteira. Destaque também para Oscar Piastri, que subiu para terceiro depois de superar Zhou.

OSCAR PIASTRI; FÓRMULA 2; FELIPE DRUGOVICH; BAHREIN; CORRIDA PRINCIPAL;
Oscar Piastri passou Felipe Drugovich e assumiu o segundo lugar (Foto: F2/Reprodução)

Lundgaard conseguiu uma folga na liderança e escapou de Drugovich. O brasileiro, por sua vez, não conseguiu segurar o melhor ritmo do carro de Piastri e viu o australiano fazer a ultrapassagem na sétima volta, caindo assim para terceiro, logo à frente de Zhou. O chinês era atacado por Marcus Armstrong, da Dams, na luta pelo quarto lugar, antes de ser ultrapassado pelo neozelandês.

O que se viu nas voltas seguintes foi um pelotão formado por Lundgaard, Piastri e Drugovich, com 2s separando os três primeiros da corrida. Armstrong estava um pouco mais atrás. A melhor batalha da disputa naquele momento era entre Theo Pourchaire, Dan Ticktum e Richard Verschoor, O britânico da Carlin levava a melhor e se colocava na sexta posição, seguido pelo jovem francês de 17 anos.

Piastri se aproximou demais de Lundgaard na sequência da corrida e fez a ultrapassagem para assumir a liderança na abertura volta 13, graças ao melhor desempenho do carro e também ao auxílio da asa móvel. O dinamarquês ‘vendeu caro’ a posição e tentou lutar, mas caiu para segundo e ficou na alça de mira de Drugovich. Logo depois, Lundgaard levou o carro da ART Grand Prix para os boxes para fazer o pit-stop obrigatório, caindo para P13.

OSCAR PIASTRI; FÓRMULA 2; CHRISTIAN LUNDGAARD; BAHREIN;
Oscar Piastri faz grande ultrapassagem sobre Christian Lundgaard para assumir a liderança (Foto: F2/Twitter)

Drugovich fez a sua troca de pneus na abertura da volta 15, e a UNI-Virtuosi trocou os pneus macios pelos compostos duros para a metade final da corrida. O brasileiro voltou logo atrás dos carros de Lundgaard e Shwartzman, em 12º. Na volta seguinte, foi a vez de Zhou fazer o pit-stop e voltar logo atrás de Felipe.

Naquele mesmo instante, um problema inacreditável tirou Gianluca Petecof. O extintor de incêndio do carro da Campos estourou e sujou toda a viseira do capacete enquanto o brasileiro passava pela reta dos boxes. O piloto de 18 anos teve de encostar o carro no fim no fim da reta dos boxes. A direção de prova acionou o safety-car virtual.

Com a parada para troca de pneus dos líderes, o primeiro colocado durante o VSC era Armstrong, com Richard Verschoor em segundo e Matteo Nannini em terceiro. O neozelandês aproveitou a bandeira amarela e fez o seu pit-stop para voltar à frente de Piastri.

GIANLUCA PETECOF; EXTINTOR DE INCÊNDIO; FÓRMULA 2; BAHREIN;
Extintor de incêndio estoura dentro do carro de Gianluca Petecof, que teve de abandonar a prova (Foto: F2/Reprodução)

A relargada foi dada na volta 19 com Armstrong na liderança, Piastri em segundo, Verschoor em terceiro, Lundgaard em quarto e Drugovich fechando o top-5. Mas o piloto da Prema tracionou muito melhor e reassumiu a ponta ainda na reta dos boxes. Grandiosa jornada de Piastri no Bahrein.

Só que a corrida ainda não estava definida. Nem de longe. Verschoor também deixou Armstrong para trás e passou a atacar Piastri. Com bela manobra, o holandês assumiu a liderança da corrida, enquanto Drugovich subia para o terceiro lugar, pavimentando seu caminho rumo ao primeiro pódio no ano. Lundgaard, de candidato à vitória, despencou, caiu para décimo e ainda sofreu uma punição de 5s por infração durante o período de safety-car.

A direção de prova também puniu Drugovich em 5s pela mesma infração durante o SC. A chance de faturar seu primeiro pódio no ano havia caído por terra de vez com a sanção.

OSCAR PIASTRI; RICHARD VERSCHOOR; FÓRMULA 2; BAHREIN;
Piastri é ultrapassado por Richard Verschoor (Foto: F2/Twitter)

Para piorar, Drugovich perdeu desempenho, muito em razão da diferença de performance dos pneus, e caiu para sexto lugar na pista. Quem também perdeu terreno foi Piastri, que também tinha pneus duros e foi superado por Zhou, que acelerava com compostos macios na fase final da corrida.

Zhou explorou ao máximo a performance dos pneus macios e tinha ritmo melhor do carro na comparação com Verschoor. O chinês passou a atacar o carro #11 da UNI-Virtuosi, e mesmo Piastri, que estava com pneus duros, vinha logo atrás para também lutar pela vitória.

FÓRMULA 2; F2; GUANYU ZHOU; RICHARD VERSCHOOR; F2; BAHREIN;
Guanyu Zhou passa Richard Verschoor para tomar a liderança da corrida (Foto: F2/Twitter)

A liderança mudou de mãos na volta 28, quando Zhou passou Verschoor depois até de ter colocado uma das rodas na areia. Piastri tentava chegar, mas Ticktum pressionava o australiano e até Liam Lawson entrava na briga. Era uma grande corrida.

Na disputa por posição com Ticktum, Piastri levou a melhor ao dividir a curva. O toque entre os dois pilotos fez Oscar rodar e abandonar a corrida. Grande lamentação para o grande piloto do fim de semana de abertura da temporada. A direção de prova acionou novamente o safety-car virtual.

A corrida voltou ao seu curso normal para as duas voltas finais. Zhou manteve a liderança, mas Verschoor perdeu rendimento dos pneus e foi ultrapassado por Ticktum e Liam Lawson, caindo para quarto. Ticktum passou a ser atacado pelo britânico da Carlin nas curvas derradeiras, mas Zhou segurou a pressão e fechou o fim de semana com vitória em outra grande prova da Fórmula 2 no Bahrein.

Fórmula 2 2021, Bahrein, Sakhir, corrida 3 (principal), final:

1G ZHOUUNI-Virtuosi1:02:27.85832 voltas
2D TICKTUMCarlin+0.482
3L LAWSONHitech+2.950
4R VERSCHOORMP +4.095
5M ARMSTRONGDAMS+9.792
6J DARUVALACarlin+11.926
7R SHWARTZMANPrema+12.159
8T POURCHAIREART Grand Prix+18.479
9F DRUGOVICHUNI-Virtuosi+19.764
10M NANNINIHWA +19.852
11D BECKMANNCharouz+20.905
12C LUNDGAARDART Grand Prix+21.256
13J VIPSHitech+27.385
14M SATOTrident+28.826
15R BOSCHUNGCampos+31.535
16G SAMAIACharouz+40.620
17B VISCAALTrident+48.452
18L ZENDELIMP +1:01.952
19O PIASTRIPrema+3 voltas
20G PETECOFCampos+17 voltas
21A DELEDDAHWA +32 voltas
22R NISSANYDAMS+32 voltas

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube