Doohan repete Piastri em 2021 e é 2º piloto na história da F2 a alcançar Grand Chelem

Jack Doohan não perdeu a liderança da corrida 2 da Fórmula 2 na Hungria nem quando parou para trocar pneus. Antes, só o compatriota Oscar Piastri havia feito pole-position, volta mais rápida e vitória de ponta a ponta em uma prova da categoria

Jack Doohan alcançou um feito raríssimo no final de semana da Fórmula 2 na Hungria. Com a vitória na corrida principal de ponta a ponta após largar da pole-position e ainda a volta mais rápida, tornou-se o segundo piloto na história da categoria a alcançar o chamado Grand Chelem.

Conquistar a pole, fazer a volta mais rápida e liderar de ponta a ponta é uma proeza difícil até na Fórmula 1. Na F2, que tem um tempo de prova ainda mais curto, é ainda mais comum o piloto que está na liderança parar para a troca obrigatória de pneus e não retornar à pista ainda na ponta.

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

OSCAR PIASTRI; PREMA; FÓRMULA 2; ARÁBIA SAUDITA; JEDÁ;
Oscar Piastri foi pole em Jedá e venceu a corrida principal em 2021 (Foto: F2/Twitter)

Doohan, porém, conseguiu tal êxito ao imprimir um ritmo forte e ainda contar com ótimo trabalho de pit-stop da Virtuosi para ainda retornar à frente dos rivais na corrida de domingo.

Isso só havia acontecido uma única vez: com Oscar Piastri, na Arábia Saudita, em 2021. Na ocasião, o também australiano conquistou a posição de honra no grid da corrida principal, realizada no domingo, fez a volta mais rápida e também cruzou a linha de chegada em primeiro.

O curioso, no entanto, é que essa corrida em Jedá teve apenas cinco voltas e ficou marcada pelo violento acidente entre Enzo Fittipaldi e Théo Pourchaire na largada, quando o francês da ART ficou parado no grid e foi acertado em cheio pelo brasileiro. Enzo teve uma fratura no calcanhar, além de outras lesões mais leves.

A corrida recomeçou após um período de bandeira vermelha, mas não demorou para outro acidente causar a interrupção da prova, dessa vez entre Olli Caldwell e Guilherme Samaia. A direção de prova, então, optou pelo encerramento, oficializando as posições da última volta em bandeira verde, a quinta, com Piastri à frente.

Fórmula 2 retorna já no próximo final de semana, entre os dias 28 e 30 de julho, para a disputa da rodada da Bélgica, em Spa-Francorchamps. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da temporada 2023.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 2 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.