Doohan vence corrida sprint da F2 na Hungria, Fittipaldi é 3º e Drugovich, 4º

Jack Doohan perdeu a liderança na largada e recuperou ainda na mesma volta, após escapada de Enzo Fittipaldi. Aí, comandou até o fim

TUDO SOBRE A CLASSIFICAÇÃO DO GP DA HUNGRIA DE FÓRMULA 1 2022 | Briefing

A primeira das duas corridas do fim de semana da Fórmula 2 na Hungria teve a vitória daquele que largou mesmo na pole-position: Jack Doohan. Na tarde deste sábado (30), Doohan foi mesmo o ponteiro, mas não venceu de ponta a ponta. A partir do momento em que recuperou a dianteira, porém, já não foi mais ameaçado.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

A largada do pole foi difícil. Jack viu Enzo Fittipaldi assumir a liderança e teve de se certificar de que não ficaria para trás de Jüri Vips. Algumas curvas depois, quando pressionava Fittipaldi, viu o brasileiro sair da pista e abrir a porta para retomar o controle da corrida sprint e seguir com ele até o fim. Foi a segunda vitória de Doohan na temporada.

Vips também aproveitou o erro de Fittipaldi no fim da primeira volta para segurar o segundo lugar, enquanto Enzo foi o terceiro. Em determinado momento, até parecia que Fittipaldi atacaria Vips no fim, mas o alto desgaste de pneus na parte final da corrida sprint diminuiu bastante a possibilidade de capturas por todo o grid.

Felipe Drugovich ficou na quarta colocação e foi um vencedor do dia, visto que os rivais na briga pelo título não pontuaram. Muito em parte a um incidente com Felipe na largada. Drugovich ficou lado a lado com Logan Sargeant e Dennis Hauger, que entrou de gaiato. Um toque dos três fez Hauger rodar, quebrou a asa dianteira de Sargeant e ainda obrigou Théo Pourchaire, que vinha exatamente atrás, a sair da pista para evitar o contato. Sargeant abandonou, enquanto Pourchaire caiu para o 16º lugar e conseguiu subir até o nono, onde terminou.

Frederik Vesti foi o quinto colocado e, junto a Liam Lawson, Marcos Armstrong e Ayumu Iwasa encerraram a lista dos que marcaram ao menos um ponto. Atrás de Pourchaire, Olli Caldwell foi décimo colocado.

Com o resultado, Drugovich passa a ter 44 pontos de liderança do campeonato antes da prova principal. No domingo, Iwasa larga na pole e terá Armstrong, Drugovich, Pourchaire, Sargeant, Vips, Vesti, Hauger, Fittipaldi e Doohan no top-10.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do fim de semana do GP da Hungria de Fórmula 1. No domingo, corrida principal da Fórmula 2 está marcada para as 6h35 [de Brasília, GMT-3].

Largada da corrida sprint da Fórmula 2 na Hungria (Foto: Reprodução/F2)
Paddockast #158: O que a Ferrari pode aprender com os erros e acertos do passado?

Confira como foi a corrida:

Após um dia com diversas mudanças climáticas para Fórmula 3, W Series e Fórmula 1, a F2 chegava no momento em que a chuva já não parecia tão ameaçadora. Pelo contrário: pista seca e sol aparecendo, a asfalto chegava a 32°C. Não se tratava de uma temperatura muito alta, mas era a mais alta do sábado.

Jack Doohan largava na pole de acordo com o sistema de inversão do top-10. Enzo Fittipaldi era quem saía ao lado dele, completando a primeira fila. O pole da corrida principal, Ayumu Iwasa, saía em décimo. Com isso, o líder do campeonato, Felipe Drugovich, era o sétimo colocado, logo atrás de Théo Pourchaire e Logan Sargeant, os dois rivais reais na briga pelo título. O francês era sexto, enquanto o estadunidense partia em quinto.

E a largada foi boa. Fittipaldi partiu bem e deixou Doohan para trás, assumindo a ponta. No meio do pelotão, Drugovich mergulhou por dentro e acabou formando um ‘three wide’, três lado a lado, na curva um. Felipe vinha por dentro, com Sargeant no meio e Dennis Hauger por fora. Apenas o brasileiro se safou, porque Sargeant tocou em ambos e quebrou a asa dianteira. Fim de corrida para os dois e safety-car na pista. Porchaire vinha logo atrás e teve de sair da pista para evitar contato. Acabou caindo para o 16º lugar.

Imagem
A quebra do carro de Logan Sargeant (Foto: Reprodução/F2)

Antes de parar tudo, porém, Fittipaldi abriu demais e passou fora de uma das curvas, permitindo a Doohan recuperar a ponta. O brasileiro caiu para terceiro, atrás ainda de Jüri Vips. Quando veio a relargada, na abertura da quinta volta, estes formavam o top-3. Frederik Vesti, Drugovich, Jehan Daruvala, Iwasa, Marcos Armstrong, Liam Lawson e Richard Verschoor completavam a lista de dez primeiros.

Roberto Merhi era o único piloto na pista com pneus mais macios nesta corrida curta que não conta com obrigatoriedade de ultrapassagem. A largada manteve as posições na frente, mas teve contato lá no fim do pelotão entre Roy Nissany e Clemént Novalak. Os dois tinham danos no carro e tiveram de ir aos boxes para mudar as respectivas asas. Novalak logo receberia 10s de punição por causar a colisão.

Fittipaldi estava veloz o bastante para começar a abrir o DRS e atacar Vips na sétima de 28 voltas. O estoniano segurou e aliviou a pressão inicial, mas também não tinha muito a olhar na frente, porque Doohan abria cerca de 1s5. Drugovich já passara Vesti para assumir o quarto posto da corrida.

Jack Doohan lidera o pelotão (Foto: Reprodução/F2)

Vips tinha velocidade e cortava a vantagem de Doohan após marcar a melhor volta da corrida, mas ainda longe de atacar. Enquanto isso, lá atrás, Pourchaire tentava escalar o pelotão e passava Merhi, David Beckmann – com bela ultrapassagem – e Marino Sato. Apesar disso, seguia no 13º posto.

Com a corrida na metade, o desgaste dos pneus começava a atuar para alguns pilotos. Drugovich, por exemplo, parou a tendência de encostar de Fittipaldi e passou a controlar o próprio ritmo para não deixar Vesti ameaçar. Enzo, por sua vez, seguia próximo de Vips e parecia esperar uma brecha para mergulhar com DRS.

As boas brigas não estavam nos primeiros colocados, mas no fim da zona dos pontos. Daruvala atacou Armstrong, os dois travaram pneus e ficaram lado a lado pelo sexto lugar. Teve até toque no pneu dianteiro direito do neozelandês. Assim, Daruvala passou e Armstrong virou isca de Lawson, que rapidamente assumiu a sétima colocação.

Com três voltas pela frente, estava na cara que Doohan seria o vitorioso, porque abria na liderança e passava a ter 2s de vantagem. Drugovich até pôde abrir o DRS na última volta para passar Fittipaldi, mas não efetuou a ultrapassagem. Mesma coisa para Iwasa para cima de Armstrong, mas Marcus soube segurar a sétima colocação.

Terminou dessa forma. Doohan, que vencera uma prova na Inglaterra, voltou ao topo do pódio.

F2 2022, GP da Hungria, Hungaroring, Corrida Sprint, Resultado Final:

1J DOOHANVirtuosi 28 voltas
2J VIPSHitech+5.275
3E FITTIPALDICharouz+6.325
4F DRUGOVICHMP+7.792
5F VESTIART+9.266
6L LAWSONCarlin+13.550
7M ARMSTRONGHitech+20.185
8A IWASADAMS+20.723
9T POURCHAIREART+21.715
10O CALDWELLCampos+29.794
11C WILLIAMSTrident+31.056
12D BECKMANNVan Amersfoort+31.839
13A CORDEELVan Amersfoort+32.290
14R MERHICampos+48.884
15M SATOVirtuosi+51.818
16R VERSCHOORTrident+57.022
17C BÖLÜKBASICharouz+1:07.163
18J DARUVALAPrema+1:17.268
19R NISSANYDAMS+1 volta
20C NOVALAKMP+1 volta
21L SARGEANTCarlinNC
22D HAUGERPremaNC
FÓRMULA 1 2022: HÁ CHANCE REAL DA MERCEDES TERMINAR À FRENTE DA FERRARI?
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar