Daruvala vence corrida 2 da Fórmula 2 na Itália. Brasileiros terminam longe dos pontos

Jehan Daruvala assumiu a ponta na largada e dominou a corrida 2 da Fórmula 2 em Monza. Os brasileiros seguem vivendo uma jornada difícil na Itália

Carlos Sainz sofreu forte acidente no treino livre 2 da Fórmula 1 em Monza (Vídeo: Fórmula 1)

Jehan Daruvala foi o grande nome da corrida 2 da Fórmula 2 na Itália, realizada neste sábado (11) em Monza. O indiano de 22 anos, membro do programa da Red Bull, largou em segundo com o carro da Carlin, superou David Beckmann logo nos primeiros metros e não foi mais superado. Foi a segunda vitória do piloto na categoria.

Bent Viscaal, da Trident, terminou em segundo lugar depois de passar Beckmann nas voltas finais. O pódio foi completado por Robert Shwartzman, da Prema, que também deixou o alemão para trás, assim como Liam Lawson. Beckman, no fim das contas, finalizou em quinto, seguido por Jüri Vips e Oscar Piastri. Guanyu Zhou foi o oitavo, Ralph Boschung terminou na nona colocação e Théo Pourchaire, vencedor da corrida 1 em Monza, o décimo.

Os brasileiros seguem vivendo um fim de semana difícil. Guilherme Samaia abandonou a prova logo no começo com problemas no carro. Enzo Fittipaldi foi o melhor posicionado, em 16º, uma posição à frente de Felipe Drugovich.

Com os resultados deste sábado, Piastri manteve a liderança do campeonato. O australiano agora soma 122 pontos, contra 116 do seu maior concorrente na luta pelo título, Zhou. Shwartzman tem 105 tentos, enquanto Vips superou Dan Ticktum e acumula 90 pontos, 1 a mais em relação ao francês. Théo Pourchaire é o sexto e soma 82 pontos, contra 72 de Liam Lawson e 71 de Jehan Daruvala. Felipe Drugovich continua com 59 pontos, mas caiu para nono no campeonato, e Richard Verschoor fecha a lista dos dez primeiros.

A Fórmula 2 encerra sua rodada tripla em Monza na manhã deste domingo. Com Oscar Piastri na pole, a prova tem largada marcada para 5h30 (de Brasília, GMT-3), com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura BandSports e pelo serviço de streaming F1 TV Pro.

JEHAN DARUVALA; FÓRMULA 2; CARLIN;
Jehan Daruvala assumiu a ponta na largada e dominou a corrida 2 em Monza (Foto: Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Saiba como foi a corrida 2 da Fórmula 2 na Itália

F1, O QUE VOCÊ ESTAVA FAZENDO NO 11 DE SETEMBRO DE 2001?

Com o grid invertido em relação aos dez primeiros da corrida 1 em Monza, David Beckmann largou na frente com o carro da Campos, enquanto o vencedor da manhã, Théo Pourchaire, partiu em décimo. Em contrapartida, os brasileiros largaram do fim do grid depois de abandonarem a primeira disputa do dia na Itália: Guilherme Samaia em 19º, Felipe Drugovich em 20º e Enzo Fittipaldi em 21º.

Jehan Daruvala, que largou em segundo, assumiu a liderança logo depois da largada. Na sequência da volta, quando percorria a chicane da Variante della Roggia, Christian Lundgaard, um dos destaques da corrida 1, foi tocado e caiu para o fim do grid. Logo depois, Enzo Fittipaldi escapou , foi para a caixa de brita e ficou ainda mais atrás na prova.

THÉO POURCHAIRE; OSCAR PIASTRI; FÓRMULA 2;
Théo Pourchaire em grande ultrapassagem em cima de Oscar Piastri (Foto: Fórmula 2/Twitter)

Pourchaire já brilhava na corrida da tarde e aparecia em sétimo lugar depois de fazer grande ultrapassagem em cima de Piastri. Até que o safety-car virtual foi acionado pela direção de prova por conta de um incidente com Jake Hughes, tocado pelo seu próprio companheiro de equipe na HWA, Alessio Deledda.

Durante o período de bandeira amarela, Samaia, que já estava no fim do pelotão, abandonou com problemas no carro.

A prova foi retomada sem mudanças nas primeiras posições. Daruvala liderava, seguido de perto por David Beckmann e Bent Viscaal, que aparecia em terceiro. Robert Shwartzman era o quarto e puxava um pelotão de carros, tendo o russo da Prema um ritmo claramente inferior aos demais.

GUILHERME SAMAIA; FÓRMULA 2;
Guilherme Samaia emendou outro abandono em Monza (Foto: Reprodução)

Na abertura da volta 13, Beckmann e Viscaal quase se tocaram na chicane da curva 1 em batalha pelo segundo lugar. Shwartzman acompanhava um pouco mais atrás e era seguido por LIam Lawson, Jüri Vips, Pourchaire, Piastri, Guanyu Zhou e Ralph Boschung. O melhor brasileiro na prova era Enzo Fittipaldi, em 17º.

Em grande forma, Piastri deu o troco em Pourchaire na volta 14, fez a ultrapassagem e assumiu o sétimo lugar. Era então o francês quem mostrava ter um ritmo pior. O piloto da ART Grand Prix passou a ser pressionado por Zhou, que era escoltado por Boschung. Lá na frente, Daruvala continuava líder sem maior oposição.

De tanto que foi pressionado, Pourchaire cometeu um erro na chicane da curva 1, desgastou ainda mais os pneus e perdeu o oitavo posto para Zhou. Na volta 18, Boschung não tomou conhecimento e, no mesmo lugar, fez a ultrapassagem em cima do francês para tomar o nono lugar. O jovem piloto, praticamente sem pneus, virou presa fácil para os competidores que vinham mais atrás.

Quem também errou, no mesmo ponto, foi Beckmann. Na volta 19, o alemão errou o ponto de freada na chicane da curva 1, passou reto e foi superado na sequência por Bent Viscaal, que assumiu o segundo lugar. Para piorar, Beckmann foi ultrapassado também por Shwartzman e Liam Lawson, caindo de segundo para quinto em poucos minutos.

Ao fim de 21 voltas, Daruvala confirmou uma jornada dominante para conquistar sua segunda vitória na Fórmula 2, com Bent Viscaal em segundo e Robert Shwartzman no último degrau do pódio em Monza.

O QUE ESPERAR DE ENZO FITITPALDI NAS ETAPAS FINAIS DA FÓRMULA 2? | GP às 10

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar