Vips passa Beckmann, sobra em Baku e vence corrida 100 da Fórmula 2. Drugovich é 10º

Jüri Vips teve uma performance dominante depois de superar Bent Viscaal e David Beckmann e venceu pela primeira vez na Fórmula 2 neste sábado em Baku. Felipe Drugovich fechou o top-10

Yuki Tsunoda bate e Carlos Sainz, na sequência, bate também (Vídeo: F1 TV)

Se a manhã foi protagonizada por Robert Shwartzman, a tarde de sábado (5) da Fórmula 2 em Baku teve como grande nome o estoniano Jüri Vips. O piloto da Red Bull Junior e da Hitech na categoria de acesso à Fórmula 1 empreendeu uma performance dominante e, depois de ter largado em terceiro, superou Bent Viscaal e David Beckmann nas voltas seguintes. Depois, não foi mais superado e venceu pela primeira vez na Fórmula 2. Foi a centésima corrida da história da Fórmula 2 nesta nova roupagem, que vigora desde 2017.

Com uma performance bastante sólida, Beckmann, piloto da Charouz, alcançou seu segundo pódio na temporada e o melhor resultado na Fórmula 2. O alemão foi o segundo colocado, sendo seguido pelo indiano Jehan Daruvala, piloto da Carlin e outro apoiado pelo programa de jovens da Red Bull.

JÜRI VIPS; HITECH; FÓRMULA 2;
Jüri Vips arrancou para uma grande vitória neste sábado no Azerbaijão (Foto: Red Bull Content Pool)

Bent Viscaal, que largou na pole depois de ter terminado em décimo a corrida 1, não conseguiu se sustentar na frente, mas assegurou um bom quarto lugar com a Trident. O holandês foi seguido por Robert Shwartzman, o dono da corrida 1 em Baku.

Dan Ticktum terminou em sexto com a Carlin, em excelente resultado depois de ter caído para o fim da corrida após ter sido acertado por Guanyu Zhou, e finalizou à frente de Liam Lawson, pole da corrida principal, que acontece neste domingo. Oscar Piastri, com o carro da Prema, foi o oitavo, à frente de Théo Pourchaire e Felipe Drugovich. Guilherme Samaia foi o 14º.

Fórmula 2 2021, Azerbaijão, Baku, corrida 2, final:

1J VIPSHitech46:05.70421 voltas
2D BECKMANNCharouz+.3260
3J DARUVALACarlin+3.883
4B VISCAALTrident+4.664
5R SHWARTZMANPrema+5.002
6D TICKTUMCarlin+6.213
7L LAWSONHitech+6.751
8O PIASTRIPrema+9.138
9T POURCHAIREART Grand Prix+13.315
10F DRUGOVICHUNI-Virtuosi+15.473
11M NANNINICampos+17.975
12J AITKENHWA +22.828
13M SATOTrident+25.675
14G SAMAIACharouz+49.981
15A DELEDDAHWA +52.037
16R NISSANYDAMS+1:31.818
17C LUNDGAARDART Grand Prix+14 voltas
18M ARMSTRONGDAMS+14 voltas
19R VERSCHOORMP +16 voltas
20R BOSCHUNGCampos+21 voltas
21G ZHOUUNI-Virtuosi+21 voltas
22L ZENDELIMP +21 voltas

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Saiba como foi a corrida 2 da Fórmula 2 no Azerbaijão

Se o caos foi a grande marca da Fórmula 1 minutos atrás, a Fórmula 2 seguiu a toada para a segunda corrida da rodada tripla nas ruas de Baku. Logo na largada, que teve David Beckmann assumindo a liderança ao superar o pole Bent Viscaal, o líder do campeonato, Guanyu Zhou, tocou no carro de Dan Ticktum e deixou a corrida.

O britânico, que deu um show na prova da manhã, seguiu na disputa, mas despencou para o fim da fila, em 19º. Ralph Boschung, que foi um dos bons nomes da corrida 1, e Lirim Zendelim também abandonaram. A direção de prova teve de intervir com a entrada do safety-car.

A relargada aconteceu na volta 3 de 21 a serem percorridas. Beckmann manteve a liderança e era seguido por Viscaal, Jehan Daruvala, Jüri Vips, Marcus Armstrong e Robert Shwartzman, que pulou de décimo para sexto depois do início acidentado de corrida. Nas curvas seguintes, em disputa de pilotos do Red Bull Junior Team, Vips passou Daruvala e assumiu a terceira posição. Théo Pourchaire, por sua vez, teve de ir para os boxes para trocar a asa dianteira após incidente com Boschung na primeira volta.

CAOS; LARGADA; FÓRMULA 2; BAKU;
Guanyu Zhou acerta Dan Ticktum na largada da corrida 2 da F2 em Baku (Foto: F2/Twitter)

Com ritmo implacável, Vips passou também Viscaal e partiu para cima de Beckmann na luta pela vitória. O estoniano vinha com a volta mais rápida da corrida em 1min57s712, mas a escalada foi interrompida momentaneamente em razão de uma batida de Roy Nissany, da Dams, em Richard Verschoor, da MP. O piloto holandês levou a pior e abandonou a corrida. Novamente, safety-car na pista.

Depois que a bandeira verde foi novamente acionada, Baku voltou a ser palco do caos: Felipe Drugovich se envolveu em incidente com Christian Lundgaard, com o dinamarquês levando a pior na curva 1 ao bater na barreira de proteção e encerrar sua participação na corrida. Pouco depois, quem bateu foi Armstrong, em outro incidente novamente sem grandes consequências.

O safety-car virtual foi acionado na corrida para neutralizar a disputa até que os carros fossem retirados da pista. Depois, quando a prova seguiu em frente, Vips partiu para cima de Beckmann para lutar de vez pela vitória. O estoniano fez a ultrapassagem na abertura da volta 11.

RICHARD VERSCHOOR; FÓRMULA 2; BATIDA; BAKU;
Verschoor aplaude ironicamente Roy Nissany depois da batida em Baku (Foto: F2/Twitter)

Enquanto Vips começou a abrir vantagem, Liam Lawson, pole da corrida principal, no domingo, começou a perder performance e caiu para oitavo. Depois, travou grande duelo com Oscar Piastri e retomou o sétimo lugar.

Na sequência da corrida, Vips manteve a dianteira e não teve mais rivais até a bandeirada final em Baku. Beckmann fez outra ótima atuação considerando o carro que tem às mãos e seguiu em segundo até o desfecho da disputa, mesmo tendo Daruvala e Viscaal próximos, enquanto Shartzman voltou a pontuar bem ao trazer o carro #1 da Prema para a quinta colocação.

Mais atrás, Drugovich não conseguiu manter o ritmo e foi superado por Pourchaire, que vinha em ótima performance depois do problema que sofreu com a asa dianteira. O francês assumiu a nona colocação, enquanto o brasileiro da UNI-Virtuosi fechava o top-10. Samaia, por sua vez, estava em 14º depois de escapar em uma das curvas do circuito azeri.

Depois de 21 voltas, Vips finalmente confirmou a conquista da sua primeira vitória na Fórmula 2. Uma performance dominante do piloto da Carlin em meio a um fim de tarde caótico no Azerbaijão.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar