F2

Latifi segura Correa em relargada e alcança vitória na corrida 2 da F2 em Baku. Sette Câmara termina em 6º

Nicholas Latifi assumiu a liderança na primeira metade da corrida e, na segunda, precisou se defender até dizer chega. O canadense foi ameaçado por Juan Manuel Correa, que não teve sucesso e terminou na segunda posição

Grande Prêmio / VITOR FAZIO, de Berlim
Nicholas Latifi fez o dever de casa na corrida 2 da Fórmula 2 em Baku, realizada neste domingo (28). O piloto canadense, que largou em sexto, ganhou posições rapidamente na primeira metade da corrida e logo se viu na liderança. Na segunda metade, o trabalho foi outro: depois de conter Juan Manuel Correa em duas relargada, inclusive correndo o risco de bater em uma delas, o canadense carimbou a segunda vitória de 2019.
 
A relargada decisiva foi a do segundo safety-car. Na ocasião, Correa apostou todas as fichas em um mergulho na curva 1, fritando pneus. O americano quase não conseguiu fazer a curva, precisando raspar a barreira de pneus para voltar à pista. Latifi, além de quase perder a posição, também chegou perto de ser tocado. Depois, os dois seguiram adiante para confirmar os dois primeiros lugares. O pódio ainda teve Jack Aitken, que superou Nyck de Vries no fim.
 
Mick Schumacher completou o top-5, alcançando seu melhor resultado na F2 até aqui. Sérgio Sette Câmara, vítima de um acidente na corrida 1, deu a volta por cima e somou pontos com um sexto lugar. A zona de pontuação ainda teve Dorian Boccolacci e Sean Gelael.
Nicholas Latifi celebra a vitória no Azerbaijão (Foto: FIA F2)
Ao todo, a prova teve três intervenções do safety-car. A primeira foi por um acidente que eliminou Tatiana Calderón, Ralph Boschung e Louis Déletraz na largada. A segunda, por uma batida solo de Giuliano Alesi. A terceira e derradeira, por batida de Luca Ghiotto, que levaria junto Nikita Mazepin e Jordan King.
 
A próxima etapa da Fórmula 2 acontece em duas semanas. Trata-se da rodada da Espanha, em Barcelona, nos dias 11 e 12 de maio.

Saiba como foi a corrida 2 da Fórmula 2 no Azerbaijão

A corrida começou muito bem para Sean Gelael. O piloto indonésio surpreendeu o pole Nikita Mazepin na curva 1, mergulhando por dentro e tomando a liderança até com certa tranquilidade. O russo ainda perderia mais duas posições, respectivamente para Juan Manuel Correa e Nicholas Latifi.
 
Mais atrás, a corrida começava acidentada. Tatiana Calderón tocou Ralph Boschung, que acabou tocando Louis Déletraz. O trio abandonou no ato, deixando a prova com 17 carros. Ainda por cima, o safety-car foi acionado por duas voltas.
 
Na relargada, Gelael tinha a missão de evitar os ataques de quem vinha por trás. E assim o fez: o piloto da Prema conseguiu abrir alguma vantagem, enquanto Correa passava a ser ameaçado por Latifi. Surtiu efeito, já que o canadense fez ultrapassagem logo depois, tomando o segundo lugar.
 
Atrás, Jack Aitken – vencedor da corrida 1 – já aparecia em quarto. A zona de pontos ainda tinha Nyck de Vries, Luca Ghiotto, Dorian Boccolacci e Jordan King. Sette Câmara completava a volta 5 na 13ª colocação.
 
Gelael liderava, mas tinha dificuldades para sustentar vantagem sobre Latifi. O indonésio ouviu pelo rádio que precisava abrir vantagem e impedir que o canadense usasse DRS. Não conseguiu: Nicholas foi se aproximando gradativamente, firmando a ultrapassagem já na sexta volta. Sean seguiria perdendo ritmo, cedendo mais duas posições na sétima, para Correa e Aitken.
 
Correa, novo segundo colocado, tentava se desvencilhar de Aitken. Não só para manter posição, mas também porque a disputa permitia que Latifi seguisse abrindo uma vantagem que já batia na casa de 4s.
 
Mas que não serviria para nada: na nona volta, Alesi bateu na barreira de proteção enquanto tentava ultrapassar Guanyu Zhou. O francês não conseguiu estacionar o carro em posição segura, o que exigiu novo safety-car.

A relargada foi tão agitada quanto você poderia esperar. Correa aproveitou a oportunidade para mergulhar na curva 1, fritando pneus e quase batendo em Latifi, que sustentou a liderança. Atrás, De Vries pegava Aitken desprevenido e levava o terceiro lugar. Atrás, confusão: Ghiotto bateu sozinho na curva 2, desencadeando também batidas de Mazepin e King no mesmo trecho. Nenhum dos três conseguiu voltar à prova, o que significou mais um safety-car – o terceiro – para recolher os bólidos.
 
A classificação ganhava uma nova cara. Latifi, Correa e De Vries ocupavam as posições de pódio com menos de 10 minutos para o fim do tempo de prova. Aitken, Gelael, Boccolacci, Schumacher e Sette Câmara fechavam a zona de pontos. O brasileiro combinou uma boa relargada com os infortúnios alheios para entrar na zona de pontos pela primeira vez no dia.
 
O safety-car foi longo, quase esgotando o tempo restante de prova em Baku. Ainda deu tempo para fazer mais uma relargada, com duas voltas pela frente.
 
A relargada em si foi mais tranquila – somente Schumacher e Sette Câmara ganharam posições, deixando Boccolacci para trás. A dupla ainda passaria Gelael, que voltava a sofrer com falta de ritmo. Na frente, a briga era pelo pódio: Aitken reagiu à manobra anterior de De Vries e retomou o terceiro lugar no apagar das luzes.

F2 2019, GP do Azerbaijão, Baku, corrida 2:

1 N LATIFI DAMS 19 voltas  
2 J CORREA Charouz +0.9  
3 J AITKEN Campos +1.5  
4 N DE VRIES ART +2.6  
5 M SCHUMACHER Prema +3.2  
6 S SETTE CÂMARA DAMS +4.0  
7 D BOCCOLACCI Campos +6.5  
8 S GELAEL Prema +7.7  
9 C ILOTT Charouz +7.7  
10 G ZHOU UNI-Virtuosi +9.2  
11 A HUBERT Arden +11.0  
12 N MATSUSHITA Carlin +11.2  
13 M RAGHUNATHAN MP +17.5  
14 N MAZEPIN ART +7 voltas NC
15 J KING MP +7 voltas NC
16 L GHIOTTO UNI-Virtuosi +7 voltas NC
17 G ALESI Trident +10 voltas NC
18 L DELÉTRAZ Carlin +19 voltas NC
19 R BOSCHUNG Trident +19 voltas NC
20 T CALDERÓN Arden +19 voltas NC

Confira a programação do fim de semana do GP do Azerbaijão de F1
Horários de Brasília, GMT -3

SESSÃO DIA DATA HORA
TL1 Sexta 26/4 6h
TL2 Sexta 26/4 10h
TL3 Sábado 27/4 7h
TC Sábado 27/4 10h
GP Domingo 28/4 9h10