Lundgaard leva pole em classificação repleta de erros em Mugello na Fórmula 2

Mugello provou ser um grande desafio para a Fórmula 2. Aqueles que evitaram as onipresentes caixas de brita se viram em briga apertada. Foi Christian Lundgaard quem levou a pole, com Dan Ticktum apenas 0s005 atrás. Felipe Drugovich é 5° no grid

A missão da Fórmula 2 em Mugello nesta sexta-feira (11) era simples: evitar a brita e, ainda assim, pisar fundo. Parece simples, mas não foi. Em uma sessão que pegou diversos protagonistas de surpresa, foi Christian Lundgaard quem conseguiu a pole-position.

O dinamarquês assumiu a liderança ainda na primeira volta com macios. Depois, mesmo com rivais sempre próximos, conseguiu se sustentar. Dan Ticktum foi a maior ameaça, apenas 0s005 atrás. Callum Ilott, 0s071 pior, também fez o pole prender a respiração. Marcus Armstrong fez uma classificação acima da média e surgiu em quarto.

Christian Lundgaard garantiu pole em Mugello (Foto: Reprodução/TV)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Dentre os brasileiros, o melhor foi Felipe Drugovich. Depois de duas etapas mais apagadas em Spa-Francorchamps e Monza, o brasileiro começou com o pé direito e assegurou o quinto lugar no grid. O top-10 teve ainda Jehan Daruvala, Jüri Vips, Luca Ghiotto, Robert Shwartzman e Jack Aitken.

As características de Mugello, pista veloz e repleta de caixas de brita, foram desafiadoras para os pilotos. Luca Ghiotto e Mick Schumacher escaparam e deram sorte de não bater. Na segunda tentativa de volta rápida, Vips e Giuliano Alesi erraram também.

Saiba como foi o treino classificatório da Fórmula 2

Os pilotos não perderam tempo e foram à pista de imediato. Seria necessário fazer uma volta extra aquecendo os pneus antes de abrir um giro competitivo com os macios. Não por acaso, todo mundo andou com tempo de 2 minutos enquanto seguia buscando maior temperatura na borracha.

Quando começaram a acelerar, alguns pilotos conheceram melhor a brita em Mugello. Mick Schumacher escapou, rodou e deu sorte de evitar os muros. Quase ao mesmo tempo, Luca Ghiotto cometeu o mesmo erro em outro trecho da pista. Ninguém bateu e, por sorte, a bandeira vermelha não foi necessária.

Mick Schumacher deu sorte de não bater após rodar em Mugello (Foto: Reprodução/TV)

Enquanto isso, Marcus Armstrong se colocava na pole provisória. Vindo de uma série de resultados ruins, o piloto da ART se viu subitamente em primeiro com 1min30s857. O companheiro Christian Lundgaard surgia em segundo só 0s033 atrás. Jüri Vips e Dan Ticktum apareciam em terceiro e quarto. Restava ainda mais uma volta rápida com esse primeiro set de pneus.

Na segunda volta rápida, Lundgaard mostrou força. O tempo de 1min30s205 foi o melhor de todos, mesmo que superando Ticktum por apenas 0s068. Drugovich era uma agradável surpresa em terceiro. Vips, Delétraz, Tsunoda, Mazepin, Aitken, Daruvala e Armstrong fechavam o top-10.

Ghiotto e Schumacher sentiram as consequências dos erros de antes. Com pneus já comprometidos, Luca e Mick surgiram respectivamente em 15° e 21°.

Restavam pouco mais de dez minutos de sessão quando todos voltaram à pista. No caso de Mick, com um assoalho levemente danificado. Todo mundo repetiria o processo de aquecer pneus por duas voltas.

Os dois primeiros colocados mantiveram posições após a primeira volta com o segundo pneu. O que mudou foi o terceiro lugar: Ilott subiu e ficou atrás apenas de Lundgaard e Ticktum.

Curiosamente, poucos pareciam capazes de melhorar. Ghiotto até entrou no top-10, em oitavo, enquanto Schumacher apareceu apenas em 15°. Alguns, como Drugovich, andavam bem no primeiro setor e perdiam tempo no segundo, aparentemente sujo de brita.

A classificação teve ainda uma segunda tentativa com os mesmos pneus, mas pouco frutífera. A pole era de fato e de direito de Lundgaard.

F2 2020, Mugello, grid de largada:

1C LUNDGAARDART1:30.133
2D TICKTUMDAMS1:30.138+0.005
3C ILOTTUNI-Virtuosi1:30.204+0.071
4M ARMSTRONGART1:30.317+0.184
5F DRUGOVICHMP1:30.339+0.206
6J DARUVALACarlin1:30.437+0.304
7J VIPSDAMS1:30.486+0.353
8L GHIOTTOHitech1:30.508+0.375
9R SHWARTZMANPrema1:30.527+0.394
10J AITKENCampos1:30.533+0.400
11Y TSUNODACarlin1:30.542+0.409
12L DELÉTRAZCharouz1:30.552+0.419
13G ZHOUUNI-Virtuosi1:30.586+0.453
14N MAZEPINHitech1:30.592+0.459
15M SCHUMACHERPrema1:30.924+0.791
16P PIQUETCharouz1:30.974+0.841
17M SATOTrident1:31.131+0.998
18R NISSANYTirdent1:31.159+1.026
19A MARKELOVHWA1:31.331+1.198
20G ALESIHWA1:31.345+1.212
21N MATSUSHITAMP1:31.961+1.757
22G SAMAIACampos1:32.359+2.155

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube