Lundgaard passa Ticktum e leva vitória na corrida 2 da F2 no Red Bull Ring

Christian Lundgaard passou Dan Ticktum ainda no começo da prova. Depois, disparou e venceu pela primeira vez na F2 até com certa tranquilidade. Os brasileiros ficaram sem pontos, com Felipe Drugovich terminando em 13°. Líder, Robert Shwartzman abandonou

O fim de semana da Fórmula 2 terminou com mais um piloto conseguindo sua primeira vitória. Um dia depois de Robert Shwartzman conseguir tal honra, o domingo (12) foi o dia de Christian Lundgaard no Red Bull Ring. O dinamarquês ultrapassou Dan Ticktum ainda nas voltas iniciais e liderou a prova com certa tranquilidade até garantir o triunfo.

Para Ticktum, outro estreante na F2, simplesmente faltou ritmo. O britânico conseguiu a pole invertida, mas não teve como levar a vitória. Em contrapartida, o piloto da Dams fez bom trabalho ao abrir grande vantagem sobre Marcus Armstrong, que cruzou a linha de chegada em terceiro.

Christian Lundgaard assumiu a liderança após ultrapassar Dan Ticktum (Foto: Reprodução/TV)

Armstrong esteve mais preocupado em se defender de Guanyu Zhou, quarto colocado e apenas 0s7 atrás. Callum Ilott, Jack Aitken, Sean Gelael e Nikita Mazepin completaram a zona de pontos.

A corrida teve raros incidentes. Ainda assim, teve abandonos importantes. Shwartzman, vindo da vitória na primeira corrida, rodou sozinho na largada e deixou o motor morrer. O dia da Prema ficou ainda pior quando Mick Schumacher viu o extintor de incêndio se ativar por conta própria, enchendo o cockpit de espuma e forçando o abandono.

Para os brasileiros, o dia não foi memorável. Felipe Drugovich voltou a ser o melhor, mas sem ritmo para lutar por pontos e cruzando a linha de chegada em 13°. Pedro Piquet ficou logo atrás, em 14°. Guilherme Samaia, novamente na rabeira do grid, foi 17°.

Mesmo abandonando, Shwartzman ainda é líder do campeonato com 48 pontos. Só que a disputa ficou apertada: Lundgaard subiu para a vice-liderança com 43, mesmo número do terceiro colocado Ilott. Ticktum e Armstrong também se aproximam, respectivamente com 36 e 34. Drugovich, estacionado em 21, é oitavo. Piquet e Samaia seguem sem pontos.

Saiba como foi a corrida 2 da Fórmula 2

Depois de um sábado com chuva do começo ao fim, o domingo começou ensolarado. A F2 teria uma corrida em condições muito diferentes, o que tinha potencial para trazer surpresas.

A corrida começou com Ticktum segurando a liderança, lidando bem com o ataque de Lundgaard, segundo colocado. Armstrong e Schumacher também tinha briga particular pelo terceiro lugar, mas com o australiano mantendo terceiro lugar. A zona de pontos ainda tinha. Zhou, Ilott, Tsunoda e Gelael.

Só que nem todo mundo teve largada tranquila. Ainda na primeira curva, Shwartzman rodou sozinho. O russo deixou o motor morrer e abandonou no ato. O safety-car virtual foi necessário para recolher o bólido do líder do campeonato. Enquanto isso, Sato estacionava na pista com aparentes problemas mecânicos.

Mick Schumacher abandonou pelo motivo mais inusitado de todos: o extintor de incêndio encheu o cockpit de espuma (Foto: Reprodução/TV)

A bandeira verde voltou a imperar na terceira volta. Ticktum foi atacado de imediato por Lundgaard. O dinamarquês não perdeu tempo e já no quarto giro mergulhou na curva 3 para assumir a liderança. Com pista livre, o novo ponteiro tratou de abrir mais de 1s de vantagem para tirar o DRS do novo segundo colocado.

Os problemas de Ticktum, entretanto, continuavam. O britânico não só não conseguia acompanhar Lundgaard como também passou a ser seriamente ameaçado por Armstrong. A diferença é que, dessa vez, Dan fazia uma resistência mais duradoura.

Pouco atrás, a décima volta trouxe o terceiro abandono do dia. Tsunoda teve problemas com o câmbio e ficou pelo caminho. O japonês estava em sétimo, posição herdada por Aitken. Gelael, antes nono, retornou à zona de pontos.

A briga pelo pódio, por sua vez, só esquentava. Armstrong seguia incapaz de ultrapassar Ticktum e tomar o segundo lugar. Pois a hesitação teve seu preço: Schumacher se aproximou e superou o australiano, tomando o terceiro lugar. O alemão ficava em condições de tomar seus primeiros goles de champanhe na temporada.

Ficava, mas não tomaria. O alemão teve o azar inacreditável de ver o extintor de incêndio do carro se acionar por conta própria. O cockpit começou a encher de espuma, forçando Schumacher a abandonar. O terceiro lugar voltava a ser Armstrong, agora com Zhou e Ilott logo atrás. Aitken, Gelael e Mazepin passavam a completar a zona de pontos.

Armstrong voltava à zona de pódio, mas precisando ficar de olho nos retrovisores. Zhou passou a prova sendo cuidadoso com os pneus, que chegaram às voltas finais em melhor estado. O chinês fez a aproximação e manteve esperanças de entrar no top-3 até a volta final, mas não teve sorte.

1C LUNDGAARDART28 voltas
2D TICKTUMDAMS+2.063
3M ARMSTRONGART+10.226
4G ZHOUUNI-Virtuosi+10.944
5C ILOTTUNI-Virtuosi+11.534
6J AITKENCampos+20.458
7S GELAELDAMS+22.955
8N MAZEPINHitech+23.632
9J DARUVALACarlin+24.180
10L GHIOTTOHitech+27.770
11N MATSUSHITAMP+28.392
12L DELÉTRAZCharouz+29.247
13F DRUGOVICHMP+32.770
14P PIQUETCharouz+34.113
15G ALESIHWA+41.821
16A MARKELOVHWA+49.240
17G SAMAIACampos+50.818
18R NISSANYTirdent+1:11.311
19M SCHUMACHERPrema+15 voltasNC
20Y TSUNODACarlin+19 voltasNC
21M SATOTrident+27 voltasNC
22R SHWARTZMANPrema+28 voltasNC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube