Mazepin aproveita caos no fim e vence corrida 1 da F2 em Mugello. Drugovich é 4°

Christian Lundgaard teria vencido em condições normais. Só que o fim de prova foi tudo, menos normal: duas entradas do safety-car viraram a prova de cabeça para baixo e ajudaram Nikita Mazepin a vencer com pilotagem ousada

A corrida deste sábado (12) da Fórmula 2 em Mugello pode ser dividida em duas partes: a da calmaria e a do caos. Em uma, Christian Lundgaard reinou absoluto e fez tudo certo para vencer. Na outra, a que mais importa, um safety-car juntou todo mundo, criou incidentes e permitiu vitória inesperada de Nikita Mazepin.

Mazepin garantiu a vitória com uma relargada perfeita na volta 31 de 33. O russo começou passando Lundgaard e depois foi ousadíssimo contra o companheiro Luca Ghiotto. O italiano, por sua vez, também foi brilhante ao se segurar com pneus gastos contra Louis Delétraz, que fechou o pódio.

Nikita Mazepin voltou a vencer corrida intensa da Fórmula 2 (Foto: Reprodução)

Felipe Drugovich foi quarto, resultado melhor do que o esperado na metade da prova. O brasileiro teve pit-stop lento, caiu para o fim da zona de pontos, mas reagiu com a decisão acertada da MP de fazer nova parada e fechar a prova com macios. Mick Schumacher foi quinto, somando pontos que o deixam na liderança do campeonato.

Lundgaard foi engolido pelo pelotão e acabou em sexto. A zona de pontos teve ainda Jüri Vips, Artem Markelov, Marcus Armstrong e Jehan Daruvala.

O safety-car que mudou a prova foi causado pelo carro quebrado de Giuliano Alesi, levando a uma relargada caótica. Foram diversos acidentes, envolvendo Mick Schumacher, Callum Ilott, Guanyu Zhou e Dan Ticktum, mudaram a cara da corrida por completo. E do campeonato também: Ilott e Tsunoda não pontuaram por causa disso.

Saiba como foi a corrida 1 da Fórmula 2 em Mugello

A corrida nem começou e já havia controvérsia. Lundgaard saiu da garagem muito tarde, surpreendo Shwartzman que vinha no pit-lane. O russo precisou pisar fundo no freio e acabou tocando de leve por Aitken, que vinha atrás. O lance seria investigado após a corrida.

Com boas largadas, Lundgaard e Ticktum se sustentaram em primeiro e segundo. O mesmo não pode ser dito sobre Ilott, que desabou de terceiro para sétimo. O britânico aparecia agora atrás de Ghiotto, Armstrong, Drugovich e Aitken.

O acidente entre Mick Schumacher, Guanyu Zhou e Callum Ilott (Foto: Reprodução/TV)

O top-10 tinha ainda Daruvala e Tsunoda em oitavo e nono, com Vips em décimo. Shwartzman era 12° e Schumacher era 14°.

As voltas começavam a passar e Lundgaard tratou de abrir mais de 1s sobre Ticktum, tirando o DRS do rival. Ghiotto seguia em terceiro, mas agora com Drugovich surgindo em quarto após ultrapassar Armstrong. Tsunoda, mais atrás, fazia o mesmo contra Daruvala e aparecia em oitavo. O indiano seguiu perdendo rendimento e acabou fora da zona de pontos na altura da sexta volta.

A perda de rendimento de Daruvala era um sinal para todo mundo com macios. O desgaste de pneus ficava mais intenso, afetando principalmente Lundgaard: o dinamarquês sofria e permitia que Ticktum ficasse menos de 1s atrás. Dessa forma, Christian veio aos boxes na volta 8.

Ticktum e Ghiotto seguiam com pneus velhos, e brigando pela liderança. O italiano mergulhou na primeira curva e fez a manobra na marra. E não adiantou nada: os dois foram aos boxes na volta 10, com Dan recuperando a posição com um pit melhor. Os dois, entretanto, seguiam atrás de Lundgaard, que voou por dois giros com pneus mais novos.

A corrida ganhava nova cara. Mazepin, com pneus duros, liderava a corrida. Vips, Shwartzman, Zhou e Schumacher vinham atrás. Com pit-stop feito, Lundgaard era o líder virtual. Ticktum, Ghiotto, Ilott e Armstrong vinham atrás. Drugovich teve pit-stop lento e perdeu terreno.

Lundgaard voltou a ter a corrida sob controle com pneus novos, mas precisando ter cuidado com o desgaste. Ghiotto ganhou força e passou Ticktum, mas estava 3s3 atrás do futuro líder da prova. Ilott também passou Dan, que parecia ter dificuldades.

Robert Shwartzman perdeu posições e abandonou com problemas mecânicos (Foto: Reprodução/Twitter)

A corrida seguia e, na altura da volta 18, com dramas para um candidato ao título. Shwartzman começou a enfrentar problemas mecânicos, ficando claramente mais lento. Robert antecipou o pit-stop e tentou seguir na prova, mas não conseguiu. Era fim de papo para o russo, que estacionou na beira da pista.

O resto dos pilotos com duros veio na volta 20, permitindo que Lundgaard recuperasse a liderança. Ghiotto seguia se aproximando, em segundo e só 1s3 atrás. Atrás, o top-10 tinha ainda: Ticktum, Tsunoda, Ilott, Armstrong, Drugovich, Aitken, Daruvala e Zhou. O chinês, por sinal, era o melhor dentre os pilotos na estratégia alternativa. Schumacher, por sua vez, era 13°.

A corrida teve safety-car virtual na volta 22. O motor de Alesi quebrou, sujando a pista e forçando trabalho dos fiscais para recolher o carro. Só que estava difícil colocar o bólido em posição segura, forçando a entrada do safety-car tradicional, juntando todo mundo. Armstrong, Drugovich e Daruvala fizeram aposta interessante, parando novamente, tirando duros e colocando macios.

A relargada veio e foi caótica. Tsunoda e Ticktum se tocaram na curva 1, com Aitken, Zhou e Schumacher fazendo o mesmo na 2. Aitken e Zhou abandonaram, enquanto Ilott danificou asa dianteira e precisou de pit emergencial. Novo safety-car, com relargada apenas na volta 30 de 33.

A nova relargada foi um sonho para Mazepin. De terceiro, o russo foi para primeiro num pisca de olhos. Lundgaard desabava e Ghiotto se sustentava. Delétraz ainda levou a posição final do pódio após surpreender Drugovich.

Fórmula 2 2020, Mugello, Corrida 1:

1N MAZEPINHitech59:22.86933 voltas
2L GHIOTTOHitech+4.460
3L DELÉTRAZCharouz+4.519
4F DRUGOVICHMP +4.860
5M SCHUMACHERPrema+5.374
6C LUNDGAARDART+7.825
7J VIPSDAMS+8.353
8Y TSUNODACarlin+10.172
9A MARKELOVHWA+10.434
10M ARMSTRONGART+10.663
11J DARUVALACarlin+11.100
12N MATSUSHITAMP+11.747
13C ILOTTUNI-Virtuosi+11.757
14P PIQUETCharouz+12.428
15M SATOTrident+13.588
16R NISSANYTirdent+14.112
17D TICKTUMDAMS+15.959
18G SAMAIACampos+52.196
19J AITKENCamposNC
20G ZHOUUNI-VirtuosiNC
21G ALESIHWANC
22R SHWARTZMANPremaNC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube