Prema ressalta foco em preparar Antonelli “da melhor forma possível” para futuro na F1

Ao GRANDE PRÊMIO, o chefe da Prema, René Rosin, falou sobre o trabalho da equipe italiana com as jovens promessas da Fórmula 1, destacando que o principal é oferecer a pilotos com Andrea Kimi Antonelli o máximo possível de experiência na base

Desde a confirmação da saída de Lewis Hamilton da Mercedes ao final deste ano, os olhos do mundo se voltaram para o pupilo do time de Brackley, Andrea Kimi Antonelli. O jovem de 17 anos é visto como um dos possíveis substitutos do heptacampeão, ainda que a médio prazo, e o trabalho da Prema nesse momento é prepará-lo “da melhor maneira possível” para quando chegar a hora de transitar para a Fórmula 1.

Essas são as palavras do chefe de uma das principais equipes das categorias de base dos monopostos, René Rosin. Antonelli, aliás, não é o primeiro piloto em potencial da F1 que passa pela esquadra italiana, muito pelo contrário. O vitorioso histórico conta com nomes como Charles Leclerc e Oscar Piastri, hoje pilotos de Ferrari e McLaren, respectivamente.

Relacionadas


Ao GRANDE PRÊMIO com exclusividade, o dirigente falou sobre a estreia de Antonelli na F2 após pular da classe depois de ser campeão na FRECA — fato, inclusive, que Rosin buscou enfatizar.

“Com relação a Kimi, devemos lembrar que, há apenas 20 meses, ele estava na Fórmula 4, e na Fórmula Regional há quatro meses” começou René. “O salto da Fórmula Regional para a Fórmula 2 é grande. Mesmo assim, ele se adaptou muito rapidamente. Ele precisa de mais abordagem e entender alguns detalhes, aí os resultados virão sem problemas, tenho certeza disso”, assegurou.

Andrea Kimi Antonelli na Mercedes? Prema espera que, se acontecer, jovem esteja pronto (Foto: Mercedes)

Acostumada a ter sob os holofotes grandes talentos, o GP quis saber como tem sido o trabalho da Prema em meio a tantas expectativas geradas em torno de Kimi. Rosin destacou que o intuito como equipe “é o mesmo com todos os pilotos”:

“Nosso objetivo é dar a eles o máximo de experiência possível durante o tempo que estiverem conosco na Fórmula 2, na Fórmula 3 ou em qualquer campeonato que disputarem conosco. Portanto, no momento, o mesmo acontece com Kimi, nosso foco é fornecer o melhor possível em termos de ajudá-lo a se desenvolver como piloto e prepará-lo da melhor maneira possível”, seguiu.

“Veremos mais tarde o que o futuro trará, mas por enquanto continuaremos trabalhando nessa direção e tentaremos alcançar o melhor trabalho possível na Fórmula 2”, concluiu Rosin.

A Fórmula 2 retorna em maio, dos dias 17 a 19, com a rodada da Emília-Romanha, a primeira da perna europeia da competição.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente: Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 2 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.