Sem precisar “provar mais nada”, Razia exalta “ano fantástico” que terminou com vice da GP2

Luiz Razia chegou a ser considerado favorito ao título da principal categoria de acesso para a F1, mas perdeu a taça na hora H. Mesmo assim, o piloto afirmou que não tem porque reclamar dos resultados obtidos ao longo de 2012

O título da GP2 escapou por entre os dedos de Luiz Razia nas três últimas rodadas duplas do ano, mas, mesmo assim, o baiano enxerga um lado positivo em 2012. Para o piloto, esta temporada o elevou a outro patamar, após apresentações muito melhores do que as de outrora, e se considera pronto para dar o próximo passo.

Razia chegou a liderar o campeonato e ser considerado favorito ao título depois da etapa da Hungria, algo não muito provável antes do campeonato começar. “Muitas pessoas disseram que eu não disputaria o título, mas eu provei que elas estavam erradas. Melhorei demais como piloto nesta temporada”, declarou o brasileiro, que “não pode” reclamar dos resultados obtidos.

Razia precisa de um bom resultado na primeira bateria para seguir vivo na disputa pelo título (Foto: GP2 Media Service)

“É uma pena não terminar com mais um pódio, mas tivemos muitos durante o ano, incluindo quatro vitórias”, comentou o piloto, que triunfou na abertura do campeonato, na Malásia e voltou a subir ao degrau mais alto do pódio em Barcelona, em Valência e na Inglaterra.

A Arden, time com o qual fechou de última hora para a disputa do campeonato, teve o bom desempenho também destacado: “A equipe e eu mostramos que podemos competir em alto nível”.

“A sorte nem sempre esteve do nosso lado, mas nós nos recuperamos em várias situações adversas e não é fácil escolher entre os meus resultados e os de Davide [Valsecchi, italiano campeão da GP2]”, analisou.

Agora na luta por uma vaga na F1, Razia deixou a entender que está pronto para a principal categoria do planeta após este bom ano na GP2. “Eu não creio que precise provar mais nada. Esta foi a melhor temporada da minha carreira. Foi um ano fantástico e sempre vou me lembrar dele com carinho”, concluiu.

No último dia 11, Razia participou do teste de novatos da Force India, no circuito francês de Magny-Cours. A equipe indiana tem os seus dois pilotos – Paul di Resta e Nico Hülkenberg – frequentemente ligados a mudanças para times maiores, como McLaren, Mercedes ou Ferrari.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube