Sirotkin perde liderança na largada, recupera em grande estilo e vence primeira da temporada na corrida 1 em Silverstone

Sergey Sirotkin largou na pole, perdeu a posição para Richie Stanaway na largada, mas recuperou com uma passada sensacional algumas poucas voltas depois. Foi a primeira vitória do russo na GP2 em 2015. Líder do campeonato, Stoffel Vandoorne ficou com a terceira posição

Dizer que Sergey Sirotkin dominou de ponta a ponta não seria verdade por conta de um lance na largada. Mas só ao vencer do jeito que venceu, o russo fez ainda melhor do que seria se tivesse aberto distância logo no começo. Desta forma, Sirotkin venceu pela primeira vez na temporada neste sábado (4), na corrida inicial da GP2 em Silverstone.

 
Sirotkin largou na pole, mas perdeu a primeira posição na largada por conta de um mergulho sensacional de Richie Stanaway, seguido pela entrada do safety-car. Mas assim que o carro de segurança foi embora, Sirotkin não quis saber e forçou para ultrapassar Stanaway por fora. Daí em diante foi só abrir distância nas 25 voltas finais.
Sergey Sirotkin vence em Silverstone (Foto: GP2)

Atrás dele, a corrida foi bem divertida. O principal personagem, claro, foi o líder do campeonato Stoffel Vandoorne, que largou mal, chegou a ser o sexto colocado depois da última parada nos boxes, mas foi tirando um por um do seu caminho, Pierre Gasly, Nick Yelloly e Jordan King, até garantir a terceira colocação e o lugar no pódio – o oitavo em nova corridas na temporada 2015.

Alexander Rossi fez uma prova limpa. Foi rápido quando teve a chance de atacar, assim passou Vandoorne e Stanaway, e não correu muitos riscos fora isso. Terminou com a segunda colocação. Gasly e Alex Lynn, a dupla da DAMS, andaram muito rápido no trecho final para ir escalando até deixar para trás King, ficando com as posições quatro e cinco. Arthur Pic tomou o sexto posto na última curva, tocando em King e o tirando da disputa. Raffaele Marciello, Nick Yelloly, Oliver Rowland e Rio Haryanto completaram o top-10.

 
Vandoorne ainda lidera o campeonato com sobras. São 170 pontos contra os 97 de Rossi e 77 de Sirotkin. A segunda prova do final de semana acontece às 5h40 (de Brasília) do domingo.

Confira como foi a corrida:

Nem Sergey Sirotkin, nem Stoffel Vandoorne. Quem largou com sangue nos olhos foi Richie Stanaway, que saiu do terceiro lugar para a ponta. Passou por entre os dois, sem qualquer contestação. 
 
E como tem se tornado costume, a segunda volta da corrida contou com safety-car. Isso porque Nathanaël Berton rodou e pegou Artem Markelov em cheio, jogando o russo ao alto.
 
A estada do carro de segurança durou duas voltas. Antes de recolher, na quarta, ainda foi ultrapassado pelo brasileiro André Negrão, num momento de total cãibra mental. Absolutamente incompreensível. 
 
Fora a besteira de Negrão – que em seguida seria punido -, o quarto girou viu Sirotkin explorar a pista e colocar o carro por fora, levando a frente de Stanaway sem o menor pudor. Enquanto Stanaway tentava se defender do belga, perdeu a segunda posição para Nobuharu Matsushita.
 
As paradas nos boxes vieram e se foram, mas o que chamou mais a atenção durante a janela foi o abandono de Mitch Evans após o protetor de pescoço sair voando no meio do traçado de uma forma cabulosa. Outro que abandonou foi Matsushita, com problemas aparentemente mecânicos.
 
Enquanto Vandoorne tentava tirar a vantagem para Stanaway na segunda colocação, Rossi chegou galgando. Na 16ª volta, o americano engoliu o líder do campeonato. E no giro seguinte, colocou o carro vermelho da Racing por fora e passou Stanaway. Hora de perseguir Sirotkin.
 
Mas Vandoorne ainda era bem mais rápido que Stanaway e passou com relativa facilidade para recuperar a terceira posição de um terceiro membro da briga.
 
O belga foi aos boxes na volta 19, seguido por Rossi na seguinte. Só que entre os dois ficaram Nick Yelloly e Jordan King. Grande vantagem criada por Rossi. E Sirotkin, com uma vantagem de 11s4 antes da janela, entrou na 21.
 
Lá atrás, Leal fazia uma manobra bonita para passar Visoiu.
 
Retornando à briga pelo pódio, Pierre Gasly voltou dos boxes logo à frente em Vandoorne. O belga não titubeou e colocou o carro do jeito que deu para retomar a quinta posição temporária. Movimento fundamental na briga. Logo no giro seguinte, Vandoorne também passou Yelloly.
 
Era volta 23, e Stanaway foi aos boxes com o carro inteiramente torto. Um problema de suspensão que acabou por custar a corrida. 
Foi na 25 que Vandoorne, em ritmo alucinado, fez o movimento de mergulhar para cima de King e tomou a terceira colocação. Atrás dele, Gasly também começou a forçar em King. A essa altura, a duas voltas do fim, chegar em Rossi era praticamente impossível, mas o lugar no pódio era uma pequena vitória.
 
As voltas finais da corrida, então, foram agraciadas com esta briga. King, Gasly e Alex Lynn. Enquanto King segurava Gasly, Lynn, companheiro do francês na DAMS, chegou e tentou passar. Gasly segurou e na 28 jogou por fora para deixar King para trás. Lynn também passou pelo quinto posto
 
Na 29ª e última volta, enquanto King singrava a curva final para chegar no sexto lugar, um Arthur Pic mais rápido tocou por trás e fez King rodar. Um final lamentável para a Racing, que conseguia colocar seus dois pilotos no top-6.

O pódio ficou com Sirotkin, Rossi e Vandoorne, seguidos por Gasly, Lynn, Pic, Raffaele Marciello, Yelloly, Oliver Rowland e Rio Haryanto completando o top-10.

GP2, Corrida 1, Inglaterra, Classificação:

1 SERGEY SIROTKIN RUS RAPAX 53:13.597 29 voltas
2 ALEXANDER ROSSI EUA RACING ENGINEERING +5.989  
3 STOFFEL VANDOORNE BEL ART +13.566  
4 PIERRE GASLY FRA DAMS +16.729  
5 ALEX LYNN ING DAMS +20.546  
6 ARTHUR PIC FRA CAMPOS +22.922  
7 RAFFAELE MARCIELLO ITA TRIDENT +23.550  
8 NICK YELLOLY ING HILMER +23.879  
9 OLIVER ROWLAND ING MP +25.161  
10 RIO HARYANTO INA CAMPOS +25.437  
11 JULIÁN LEAL COL CARLIN +28.753  
12 DANIËL DE JONG HOL MP +30.373  
13 ROBERT VIȘOIU ROM RAPAX +36.922  
14 JOHNNY CECOTTO JR VEM CARLIN +37.436  
15 SERGIO CANAMASAS ESP MP +44.277  
16 JON LANCASTER ING HILMER +49.850  
17 RENÉ BINDER AUT TRIDENT +53.663  
18 NORMAN NATO AUT ARDEN +57.444  
19 MARLON STÖKINGER SUI STATUS +1:00.867  
20 ANDRÉ NEGRÃO BRA ARDEN +1:04.399  
21 ARTEM MARKELOV RUS RUSSIAN TIME +1:26.692  
22 JORDAN KING ING RACING ENGINEERING +1 volta  
23 RICHIE STANAWAY JAP STATUS +7 voltas NC
24 MITCH EVANS NZL RUSSIAN TIME +20 voltas NC
25 NOBUHARA MATSUSHITA JAP ART +23 voltas NC
26 NATHANAËL BERTHON FRA LAZARUS +29 voltas NC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube