Ticktum e Nissany batem, e Shwartzman herda vitória na corrida 2 da F2 em Spa

Robert Shwartzman estava em terceiro quando Dan Ticktum e Roy Nissany brigavam com tudo pela vitória. Os dois bateram e abriram caminho para vitória do russo, novo líder da Fórmula 2

O domingo (30) foi perfeito para Robert Shwartzman na Fórmula 2. O russo viu incidentes aos montes na corrida 2 de Spa-Francorchamps, afetando rivais tanto pela vitória quanto pelo título. Depois de ver Roy Nissany e Dan Ticktum se enroscando na luta pela primeira colocação, coube a Shwartzman subir para primeiro e encaminhar triunfo fundamental.

O incidente decisivo aconteceu ainda na quarta volta. Ticktum tentou passar Nissany por fora, mas ficou sem espaço e não evitou o toque. O israelense bateu e abandonou, enquanto o britânico precisou seguir em frente com bem menos ritmo e nem sequer pontuou.

O pódio da corrida 2, com Robert Shwartzman no degrau mais alto (Foto: Reprodução/TV)

Shwartzman virou líder, disparou e venceu com um pé nas costas. Mick Schumacher apareceu em segundo, completando dobradinha da Prema. Guanyou Zhou fechou o pódio.

Nikita Mazepin surgiu em quarto, com o companheiro Luca Ghiotto em quinto. Louis Delétraz foi sexto, com Christian Lundgaard em sétimo. Artem Markelov foi oitavo, pontuando pela primeira vez no ano. Pedro Piquet foi o melhor brasileiro, mas só em 12°. Felipe Drugovich foi 13°, com Guilherme Samaia em 15°.

O resultado coloca Shwartzman na liderança da F2, muito por conta de um novo dia ruim para Callum Ilott. O agora ex-líder do campeonato abandonou ainda na largada, quando foi tocado por trás por Yuki Tsunoda. O britânico estaciona em 122 pontos, enquanto o russo chega a 132.

Saiba como foi a corrida 2 da Fórmula 2 em Spa-Francorchamps

A largada nem precisou ser dada para o primeiro abandono acontecer. A MP confirmou que, por conta dos danos no acidente na corrida 1, Nobuharu Matsushita estava fora da corrida 2. Restava apenas Felipe Drugovich para representar a escuderia holandesa, mas largando da última posição.

Na volta de apresentação, outra vítima. Jüri Vips, substituto do lesionado Sean Gelael, deixou o motor morrer e precisou ser recolhido para largar dos boxes. Seriam só 20 carros no grid de largada, com Roy Nissany na pole reversa.

Yuki Tsunoda tocou e rodou Callum Ilott, líder do campeonato (Foto: Reprodução/TV)

A corrida começou intensa. Dan Ticktum assumiu a liderança na primeira curva, mas com o fardo de dar vácuo para Nissany na reta Kemmel. O israelense reagiu rapidamente, freou tão tarde quanto possível e retomou a primeira posição. Mais atrás, um incidente importante para o campeonato: o líder Callum Ilott foi tocado por trás por Yuki Tsunoda, rodando e abandonando no ato. O safety-car foi necessário.

A relargada veio duas voltas depois, e com mais confusão. Ticktum não perdeu tempo e tentou retomar a liderança das mãos de Nissany já na Les Combes. O britânico tentou passar por fora, ficou sem espaço e tocou o israelense, que foi com força contra a barreira de pneus. Dan deu sorte e seguiu na prova, mas agora atrás de Shwartzman, novo líder. Para Roy, fim de papo.

A relargada teria a seguinte ordem: Shwartzman, Ticktum, Delétraz, Zhou, Mazepin, Ghiotto, Schumacher e Aitken. Piquet aparecia em 11°, com Drugovich em 16° e Samaia em 18°.

O momento que definiu a corrida: Roy Nissany e Dan Ticktum bateram (Foto: Reprodução/TV)

A prova recomeçou com Shwartzman disparando, isso enquanto Ticktum percebia que o carro não rendia como antes. Algum dano no toque com Nissany causou a perda de quase 3s numa volta só. Ainda assim, Delétraz não conseguia subir para segundo e perdia tempo crucial.

O que começou a ajudar Ticktum é que o trem de carros que vinha atrás começou a brigar entre si. Delétraz foi superado por Zhou e Schumacher, com o alemão depois passando o chinês e ficando em terceiro.

Foi só bem mais tarde, na volta 12 de 18, que Ticktum cedeu. O britânico sofria com desgaste acentuado de pneus após o toque com Nissany, o que facilitou a passagem de Schumacher, novo segundo colocado. Mais um pouco e Guanyu Zhou fez sua parte, subindo para terceiro.

A corrida teve breve interrupção na volta 15. Daruvala errou na Bus Stop e abalroou Marino Sato, que rodou e abandonou, exigindo o safety-car virtual. Pouco antes, Jack Aitken também viu a corrida se desmanchar com drive-through por largar na posição errada no grid.

Com Shwartzman e Schumacher garantindo dobradinha da Prema, a grande ação da prova virou a tentativa de Ticktum de seguir na zona de pontos. O desgaste de pneus ficou acentuado demais e, um a um, os pilotos foram passando. Restou ao britânico terminar apenas em décimo.

F2 2020, Spa-Francorchamps, corrida 2:

1R SHWARTZMANPrema18 voltas
2M SCHUMACHERPrema+9.0
3G ZHOUUNI-Virtuosi+11.1
4N MAZEPINHitech+20.9
5L GHIOTTOHitech+21.9
6L DELÉTRAZCharouz+25.1
7C LUNDGAARDART+26.7
8A MARKELOVHWA+30.4
9Y TSUNODACarlin+30.5
10D TICKTUMDAMS+32.1
11J VIPSDAMS+32.3
12P PIQUETCharouz+32.8
13F DRUGOVICHMP+33.0
14G ALESIHWA+33.4
15G SAMAIACampos+34.7
16J DARUVALACarlin+44.0
17J AITKENCampos+1:16.3
18M SATOTrident+5 voltasNC
19M ARMSTRONGART+9 voltasNC
20R NISSANYTirdent+15 voltasNC
21C ILOTTUNI-Virtuosi+18 voltasNC
22N MATSUSHITAMP+18 voltasNL

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube