Smolyar passa Martins na última volta e vence corrida 1 espetacular da F3 na França

Quem esperava uma corrida modorrenta na abertura do fim de semana da Fórmula 3 em Paul Ricard viu uma prova eletrizante do início ao fim. Alex Smolyar duelou nas voltas finais com Victor Martins, que largou em décimo, e venceu neste início de sábado. Caio Collet terminou só em 13º, enquanto Enzo Fittipaldi foi o 21º

MotoGP fez novo vídeo homenageando Jason Dupasquier (Vídeo: MotoGP)

Foi um espetáculo. Quem, no Brasil, acordou no fim da madrugada para assistir à corrida 1 da rodada tripla da Fórmula 3 na França certamente não se arrependeu. A prova neste começo de sábado (19) foi eletrizante do início ao fim e reservou um duelo espetacular na volta final entre Alex Smolyar e Victor Martins. O russo, da ART Grand Prix, largou em sexto lugar e abriu o giro derradeiro em segundo, muito perto do francês da MP Motorsport, que abriu a corrida em décimo, mas recuperou grande terreno ao longo da prova e deu um verdadeiro show. Smolyar, no entanto, fez grande manobra na chicane da reta Mistral, fez a ultrapassagem e venceu de forma imponente na F3.

Martins terminou em segundo lugar, enquanto Ayumu Iwasa cruzou a linha de chegada em terceiro. Mas o piloto japonês, que é ligado ao Red Bull Junior Team, foi punido em 5s por ter ultrapassado Logan Sargeant, quando os dois lutavam pela vitória, depois de ter obtido vantagem após exceder os limites da pista. Assim, Calan Williams foi o terceiro, seguido por Sargeant e Clément Novalak. Juan Manuel Correa foi o sexto, à frente de Jack Doowan. Iwasa ficou com o oitavo lugar depois da punição, seguido por Dennis Hauger e Olli Caldwell.

Caio Collet largou em oitavo, mas não conseguiu fazer uma boa corrida. O brasileiro perdeu posições importantes para seus adversários diretos na luta pelo título e era o 12º na volta final, quando foi superado por Arthur Leclerc. O monegasco, diga-se, fez corrida incrível depois de ter largado em 30º e último. Como prêmio, em razão da regra do grid invertido, o irmão do piloto da Ferrari vai largar na pole da corrida 2, ainda neste sábado. Enzo Fittipaldi largou e terminou em 21º.

VICTOR MARTINS; ALEX SMOLYAR; FÓRMULA 3; FRANÇA
Victor Martins e Alex Smolyar travaram empolgante duelo pela vitória em Paul Ricard (Foto: Reprodução)

Com os resultados da corrida, há um empate na liderança do campeonato. Hauger e Martins somam 36 pontos, com o norueguês levando a melhor pelos critérios de desempate. Novalak agora é o terceiro e tem 34 pontos, contra 33 de Caldwell. Smolyar soma 32 e é o quinto, com diferença de somente 4 pontos separando os cinco primeiros. Sem pontos nesta manhã, Collet segue com 20, mas caiu para oitavo lugar.

A largada da corrida 2 da Fórmula 2 em Paul Ricard acontece às 11h40 (de Brasília) e vai contar com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura BandSports e também pelo serviço de streaming F1 TV Pro.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Saiba como foi a corrida 1 da Fórmula 3 em Paul Ricard

Quem esperava uma corrida modorrenta em razão das características de Paul Ricard viu exatamente o contrário nesta manhã de sábado. A prova teve cinco concorrentes diretos à vitória, muitas ultrapassagens e algumas grandes manobras.

Calan Williams, por ter obtido o 12º lugar no grid de largada para a corrida principal, foi beneficiado pela regra do grid invertido e partiu na pole da prova 1, neste sábado.  O australiano da Jenzer conseguiu manter a liderança da prova até a sétima volta, quando foi ultrapassado por um inspirado Logan Sargeant, da Charouz.

A batalha seguiu a pleno porque Ayumu Iwasa, outro com grande performance no fim de semana, também superou Williams e partiu para cima de Sargeant. Ao mesmo tempo, Alex Smolyar subia no pelotão e alcançava a terceira colocação depois de ter sido mais um a passar pelo australiano. Destaque também para Victor Martins, da MP, que avançou para quinto depois de ter largado em décimo.

Entre os brasileiros, a corrida foi um tanto complicada. Caio Collet, que largou em oitavo, perdeu posições para seus concorrentes diretos nas posições de ponta e foi ultrapassado por Dennis Hauger, Frederik Vesti e Olli Caldwell, caindo assim para 12º. Mesmo em uma posição boa em termos de grid de largada para a corrida 2, o brasileiro era ameaçado por Jack Crawford e corrida risco de cair para 13º.

Enzo Fittipaldi largou em 21º e lutou no pelotão intermediário, chegou a subir para 19º, mas perdeu posições e caiu para 22º na sequência da corrida.

A briga era insana mesmo lá na frente. Iwasa passou Sargeant, mas fez a manobra ao exceder os limites da pista e ganhar vantagem perante o norte-americano. Voltas depois, o japonês, apoiado pela Red Bull, foi punido em 5s. Em seguida, porém, Iwasa e Sargeant foram superados por Smolyar, que assumiu a liderança, e por Victor Martins, que avançou para segundo.

VICTOR MARTINS; ALEX SMOLYAR; FÓRMULA 3; FRANÇA
Disputa pela vitória na corrida 1 da Fórmula 3 foi espetacular (Foto: Reprodução)

A disputa entre os dois foi eletrizante nas três voltas finais. Martins, com excelente manobra, fez a ultrapassagem em cima do piloto russo da ART Grand Prix e assumiu a liderança, mas ainda era muito pressionado por um pelotão formado por oito carros, que estavam separados por apenas 3s3.

A volta final da corrida foi eletrizante com o duelo pela vitória entre Martins e Smolyar. O russo chegou a fazer a ultrapassagem na chicane da reta mistral e tomou a dianteira. Valente, o francês não desistiu e partiu para cima e tentou tudo para alcançar a vitória. Mas foi o russo quem cruzou a linha de chegada na ponta e venceu uma grande corrida 1 da Fórmula 3 na França.

Collet ainda foi ultrapassado por Arthur Leclerc e finalizou apenas em 13º, enquanto Enzo Fittipaldi foi o 21º.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar