Ex-chefe da F3, Berger critica decisão de interromper corrida em Monza: “Não são os pilotos que estão errados”

O austríaco Gerhard Berger, presidente da Comissão de Monopostos da FIA até dezembro passado, criticou a decisão de se paralisar a rodada tripla de Monza culpando o baixo nível da pilotagem

Fosse Gerhard Berger ainda o presidente da Comissão de Monopostos da FIA, o fim de semana controverso da F3 Europeia em Monza seria gerido de outra maneira.
 
A terceira corrida da rodada tripla em Monza, no mês passado, foi paralisada pela direção de prova devido ao “baixo nível de pilotagem”. Atual presidente do braço da FIA que toma conta das categorias de base, Stefano Domenicali deu a ordem para que medidas rigorosas fossem tomadas.
 
Mas Berger, que era o presidente da Comissão de Monopostos até dezembro, e principal responsável pelo ressurgimento da F3 Euro, não gostou do que considerou ser radical demais.
'Race under investigation' (Foto: Reprodução)
“Não são os pilotos que estão errados, mas o diretor de prova. O que eles querem? Transformar a F3 na F1, ainda que todos no paddock dos GPs saibam que a mania de punir os pilotos por tudo é errado?”, declarou à revista italiana ‘Autosprint’.
 
“Querem o que, destruir uma F3 saudável? Se alguns pilotos estão envolvidos em acidentes estão errados, eles devem ser penalizados, ou então todos largarem no fim do grid, mas qual o sentido de parar uma corrida antes da hora? A F3 sempre foi a melhor escola para os pilotos e deve continuar assim”, reforçou.
 
Berger também não vê sentido em se tirar Monza do calendário da F3 Europeia após o episódio.
 
“Escutei que talvez não tinha mais a F3 em Monza, que é perigoso, que eles precisam estabelecer um código de conduta quando se tem dois carros estão na mesma linha. Estão de brincadeira? A F3 sempre teve corridas muito disputadas em Monza que sempre foram fabulosas”, acrescentou.
 
As equipes foram convocadas pela FIA para uma reunião em Genebra para discutir o assunto. Neste fim de semana, a categoria volta a se encontrar para uma rodada tripla, tendo como palco o circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube