Hughes vence em domingo desastroso para Prema na Itália. 6 pilotos têm chance de título

A segunda corrida da Fórmula 3 neste fim de semana em Monza teve até Enzo Fittipaldi na liderança, mas o brasileiro sofreu com um pneu furado após contato com Lirim Zendeli e terminou em 20º, enquanto Igor Fraga foi o 18º. Na frente, nova vitória do veterano Jake Hughes em dia de desastre para a equipe campeã da categoria

A corrida que completou a rodada dupla da Fórmula 3 em Monza na manhã deste domingo (6) foi movimentada, um tanto confusa e ficou marcada por um incidente entre dois companheiros de equipe e outro que teve um brasileiro como o maior prejudicado. Enzo Fittipaldi levou a pior em contato com Lirim Zendeli justamente enquanto liderava. O piloto da HWA acabou cruzando a linha de chegada em 20º. Na corrida que teve a rodada e o abandono do líder do campeonato, Oscar Piastri, da já campeã Prema, outros dois pilotos da equipe, Logan Sargeant e Frederik Vesti, se tocaram na entrada da Variante Ascari e caíram para o fim do grid. Quem levou a melhor foi o veterano da Fórmula 3 Jake Hughes, de 26 anos, que faturou mais um triunfo no ano com a HWA.

Pela regra do grid invertido, a pole ficou com o russo Michael Belov, décimo colocado na corrida de sábado com a Charouz. Enzo largou em segundo, seguido por Bent Viscaal e Zendeli. A liderança foi tomada logo na largada por Zendeli, piloto alemão da Trident, que foi seguido por Fittipaldi, outro piloto que largou bem. Belov, por sua vez, caiu de primeiro para terceiro.

No início da corrida, os protagonistas foram Zendeli e Fittipaldi, que lutavam pela vitória. O brasileiro da HWA assumiu a liderança na volta 5, enquanto Liam Lawson superava Hughes, que largou da sexta posição, e subia para terceiro.

Logo em seguida, Zendeli deu o troco em Enzo para recuperar a liderança no retão de Monza enquanto David Beckmann, um dos bons nomes do campeonato, abandonou com problemas em seu carro.

JAKE HUGHES; FÓRMULA 3; MONZA; CORRIDA 2;
Jake Hughes venceu pela segunda vez na temporada (Foto: FIA Fórmula 3)

Na oitava volta, porém, Zendeli e Fittipaldi se envolveram em um incidente, e o brasileiro levou a pior por conta de um pneu furado, caindo assim para o fim do pelotão. O alemão também perdeu tempo após o contato com Enzo e passou reto na primeira chicane de Monza. Lirim foi superado por Lawson, que era seguido de perto por Hughes, Piastri e Vesti, os dois últimos da equipe Prema, campeã da temporada por antecipação.

A prova seguiu movimentada depois que Hughes assumiu a liderança na abertura da décima volta. Já o líder do campeonato teve de abandonar após ser tocado por Clément Novalak, da Carlin. O australiano foi mais um a abandonar, a exemplo de David Schumacher, outro piloto que defende a equipe britânica.

A corrida caminhava para ter a cara de Logan Sargeant, que largou da 26ª posição e já aparecia em quinto lugar. Quinto que virou quarto depois que o norte-americano, que tem o brasileiro Ozz Negri como seu mentor nas pistas, superou Zendeli já na reta final da corrida, seguindo o companheiro de equipe Vesti, que assumiu o terceiro lugar.

Mas o americano não queria somente completar uma grande corrida de recuperação, mas lutou pelo pódio com Vesti. Enquanto Hughes tinha uma posição confortável na liderança e Lawson aparecia em segundo, os dois companheiros de equipe lutaram por posição. Foi aí que, na entrada da Variante Ascari, os dois se tocaram e, com avarias nos respectivos carros, despencaram no grid. No fim das contas, Théo Pourchaire, que vinha em quinto, conseguiu herdar duas posições e completou o pódio ao lado de Hughes, que corre na GP3/F3 desde 2013, e Lawson, que fechou em segundo.

Alex Smolyar, da ART Grand Prix, companheiro de equipe de Pourchaire e Sebastián Fernández, foi o quarto, seguido por Zendeli e por Alex Peroni, piloto da equipe Campos e que sofreu grave acidente no ano passado em Monza. Pierre-Louis Chovet, da Hitech, foi o sétimo, à frente do tcheco Roman Staněk, que compete pela Charouz. Olli Caldwell e Richard Verschoor, que competem por Trident e MP, respectivamente, fecharam o top-10. Igor Fraga, da Charouz, foi o 18º, duas posições à frente de Enzo Fittipaldi.

Depois da rodada deste fim de semana, restam apenas duas corridas para o desfecho da temporada 2020 da Fórmula 3. E uma vez que 48 pontos ainda estão em jogo para a rodada dupla de Mugello, seis pilotos seguem na briga pelo título. Piastri segue com 160 pontos, contra 152 de Sargeant. O neozelandês Liam Lawson soma 135, contra 134 do francês Theo Pourchaire. David Beckmann tem 123,5 pontos, enquanto Vesti tem 117,5.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube