Juncadella termina em quarto em Hockenheim e conquista título da F3 Euro 2012. Rosenqvist vence

Daniel Juncadella enfim pode ser chamado de campeão. Depois de bater na trave nos últimos anos, o espanhol administrou a vantagem para os adversários no final da etapa de Hockenheim e ficou com o título da F3 Euro

Daniel Juncadella é o novo campeão da F3 Europeia. Depois de sofrer com problemas no motor e abandonar as duas primeiras provas da rodada tripla de Hockenheim, no sábado, o espanhol não deu chances ao azar neste domingo (21) e apenas administrou a vantagem para os adversários para ficar com a taça. O piloto da Prema terminou a corrida na quarta colocação, o suficiente para conquistar o título. Felix Rosenqvist foi o vencedor.

A corrida começou com o sueco largando na pole-position, mas sendo desafiado por Juncadella logo na primeira curva. O espanhol, no entanto, preferiu não arriscar a manobra e apenas fez a tangência com todo cuidado para manter a segunda colocação.

O quarto lugar em Hockenheim garantiu o título de Juncadella (Foto: DTM)

Quem não teve a mesma sorte foi Raffaele Marciello. Ainda com chances de título, o piloto da Academia da Ferrari acabou acertando o carro de Will Buller, perdendo uma série de posições e dando adeus às chances de triunfo.

Enquanto isso, Rosenqvist seguia invencível na liderança. Um pouco mais atrás, Juncadella seguia apenas fazendo o possível para terminar a corrida. Tanto é que o piloto da Prema sequer se importou em defender a segunda posição da Pascal Wehrlein. Apesar da ultrapassagem, o alemão não conseguiu alcançar o companheiro de equipe na briga pela liderança.

Com isso, Rosenqvist recebeu a bandeira quadriculada na frente, seguido por Wehrlein, que completou a segunda dobradinha da equipe Mücke no fim de semana. Alex Lynn também ultrapassou Juncadella para completar o pódio, mas como o inglês não soma pontos na F3 Euro, o quarto posto foi mais do que suficiente para garantir o título do espanhol.

No outro carro da Fortec, Felix Serralles concluiu em quinto, seguido por Sven Müller e Tom Blomqvist. Marciello, Emil Bernstroff e Michael Lewis completaram o grupo dos dez primeiros. Carlos Sainz Jr. foi o 11º depois de se envolver em um acidente com Lucas Auer logo no início da prova, em um embate valendo a quinta colocação.

Entre os brasileiros, Pipo Derani abandonou com um problema na bomba do combustível, enquanto Felipe Nasr sequer largou.

Com os resultados de Hockenheim, Juncadella terminou o ano com 240 pontos e garantiu o treino pela equipe Ferrari da F1. Wehrlein, com 226, foi o segundo e Marciello terminou em terceiro, com 219,5. Os três também vão poder testar pela F2.

Daniel Juncadella é o novo campeão da F3 Euro (Foto: DTM)

O campeão – Nascido em 7 de maio de 1991, Daniel Juncadella Pérez-Sala já tem o automobilismo no próprio nome. Sobrinho do atual chefe de equipe da HRT, Luis Pérez-Sala, o espanhol começou a carreira no kartismo, em 2004, onde ficou sem muito destaque até 2007, quando passou a disputar campeonatos menores do automobilismo espanhol.

O bom desempenho na transição para os carros de fórmula chamou a atenção da Red Bull, que o contratou para o programa de jovens pilotos. No começo, a parceria deu certo, e Juncadella terminou a temporada 2008 da F-BMW Europeia com a quarta colocação. Para o ano seguinte, o piloto continuou na equipe Eurointernational e era apontado como favorito absoluto ao título.

A taça, porém, não veio. Com um desempenho muito abaixo do esperado, o espanhol foi superado com facilidade pelo companheiro de equipe, Felipe Nasr, que terminou a temporada como campeão da F-BMW. Para piorar, a Red Bull, em um contexto de crise econômica global, diminuiu o investimento no esporte a motor, cortando o espanhol.

A volta por cima começou em 2010, na própria F3 Euro. Com o patrocínio da empresa cazaque Astana, Juncadella garantiu uma vaga na equipe Prema, largando na pole-position logo na estreia. Apesar disso, foi só no fim de 2011, que a sorte começou a sorrir para o espanhol. Em novembro do último ano, o piloto conquistou seu maior triunfo até então com a vitória no tradicional GP de Macau.

Em 2012, Juncadella permaneceu na Prema. Durante a temporada, o piloto conquistou apenas cinco vitórias, mas apostou na regularidade para conquistar a primeira taça de campeão da carreira.

O futuro do espanhol, no entanto, ainda é um grande ponto de interrogação. Por ser sobrinho do chefe da HRT, a tendência é que Dani tente avançar até a F1. O problema é que ele também é piloto em desenvolvimento da Mercedes, e a montadora nunca escondeu que a prioridade é abastecer as fileiras no DTM.

F3 Euro, Hockenheim, corrida 3, final:

 

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube