Piquet conquista bicampeonato da F3 Brasil com nova vitória avassaladora na etapa de Campo Grande

Ao ultrapassar Matheus Iorio, Pedro Piquet ficou com caminho livre não só para a vitória, mas também para o bicampeonato da F3 Brasil, certame que já havia vencido em 2014. Rodrigo Baptista e Nicolas Dapero, bem atrás do vencedor, fecharam o pódio

Pedro Piquet providenciou uma atuação digna de aplausos na segunda prova da F3 Brasil em Curitiba, realizada neste domingo (13). Depois de ultrapassar Matheus Iorio, ainda nas primeiras voltas, o atual campeão do certame disparou para uma vitória inquestionável. Com o resultado, o #1 garantiu o bicampeonato do certame com quatro corridas de antecedência.
 
Piquet já havia vencido o certame em 2014, também com larga margem sobre os demais. Depois de repetir o show em 2015, o rumo do filho de Nelson deve ser a F3 Europeia.
Mais uma prova da F3 Brasil, mais uma vitória de Pedro Piquet – o que coroou o Bi (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Depois de despachar Iorio na volta 5, o trabalho de Piquet passou a ser garantir que ninguém estaria em seus retrovisores. Em uma relargada, consequência de um safety-car, Pedro logo abriu sobre Matheus, que escapou e caiu para quinto. Daí em diante, o que se viu foi um show do #1.
 
O novo segundo colocado, Rodrigo Baptista, não representou um desafio para Piquet. Pelo contrário: o bicampeão conseguiu abrir 3s de vantagem em apenas duas voltas. Sem chances de alcançar o líder, o segundo colocado tratou de segurar o ímpeto de Nicolas Dapero, que completou o pódio.
 
A próxima etapa da F3 Brasil, penúltima do ano, será em Curitiba, no mês de outubro.
Pedro Piquet é bicampeão da F3 Brasil (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Saiba como foi a etapa de Campo Grande da F3 Brasil
 
Na largada, Matheus Iorio tomou a ponta, seguido por Pedro Piquet. Christhian Hahn, Rodrigo Baptista e Carlos Cunha vinham atrás.
 
Hahn, enfrentando dificuldades com o sofrido asfalto de Campo Grande, escapou da pista. O erro deixou o novato em nono.
 
À frente, Iorio e Piquet logo trataram de colocar 6s de diferença sobre Baptista, terceiro. Pedro, aliás, conseguiu se aproximar rapidamente de Matheus.
 
O ritmo de Piquet o colocou na liderança pouco depois. Iorio claramente não tinha ritmo para acompanhar o filho de Nelson, ficando 2s atrás em apenas duas voltas.
 
O safety-car entrou na pista no sétimo giro. Igor Fraga havia batido, abandonando a disputa.
 
A relargada foi dada pouco depois. E Piquet logo tratou de recuperar a vantagem perdida com as bandeiras amarelas. Dessa vez, sobre Baptista, novo segundo colocado: Ioria havia escapado da pista, caindo para quinto.
 
Com Piquet novamente escapando, a briga da vez passou a ser pelo segundo lugar. Baptista tentava segurar Nicolas Dapero, novo terceiro colocado. Carlos Cunha, quarto, se distanciava dos dois.
 
Mas Dapero não conseguiu se manter suficientemente perto de Baptista. Pelo contrário: Rodrigo conseguiu abrir 2s sobre o terceiro colocado.
 
Com 19 voltas completas, os cinco primeiros já estavam bastante distanciados uns dos outros. Sem mais alterações, o top-5 da prova foi Piquet, Baptista, Dapero, Cunha e Iorio.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube