F2

Hilmer firma parceria com Force India e anuncia Regalia e Abt para temporada 2014 da GP2

Force India anunciou um acordo com a Hilmer da GP2, para o desenvolvimento de novos pilotos. O argentino Facu Regalia, vice-campeão da GP3, e o alemão Daniel Abt serão os pilotos do time na categoria de acesso
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Layout do carro da Hilmer na GP2 (Foto: Force India)

A Force India anunciou nesta sexta-feira (7) que se uniu à Hilmer, equipe da GP2, para o desenvolvimento de jovens pilotos. O time da categoria que é considerada o último degrau antes da F1 vai carregar as mesmas cores da esquadra indiana na temporada deste ano e terá o argentino Facu Regalia, vice-campeão da GP3, e o alemão Daniel Abt nos cockpits de seus carros.

Vijay Mallya, chefe de equipe da Force India, afirmou que a decisão de se juntar a um time da GP2 era "o próximo passo lógico". "Como uma equipe que sempre deu grande importância aos novos talentos, estou feliz de anunciar a nossa parceria com uma equipe da GP2", disse o dirigente.
Layout do carro da Hilmer na GP2 (Foto: Force India)

"Nós desejamos trazer uma nova geração de pilotos e proporcionar a eles a oportunidade de mostrar seu talento", acrescentou. "A nossa presença na GP2 nos coloca mais perto de um programa de desenvolvimento de novos pilotos desde os primeiros passos no kart até os níveis mais profissionais do automobilismo", completou.

Chefe do time da GP2, Franz Hilmer também se mostrou satisfeito com o acordo. "Eu já trabalhei por dez anos com a Force India e estou ansioso por voltar a colaborar com eles agora em um nível esportivo. Com Facu e Daniel, nós vamos ter dois jovens pilotos muito talentosos e com grande potencial para evoluir até a F1", declarou.

"Nós vamos fazer o nosso melhor para apoiá-los em seu caminho para o auge do esporte a motor", acrescentou.

Hilmer só entrou na GP2 no ano passado, quando assumiu a vaga da Ocean. A primeira vitória veio ainda na terceira rodada da temporada com Robin Frijns. Jon Lancaster também ganhou duas vezes, em Silverstone e Nürburgring, enquanto Adrian Quaife-Hobbs faturou um quarto triunfo em Monza, o que ajudou o time a terminar o ano em sexto.