De volta ao Brasileiro de Marcas, Kaefer confirma boa forma em casa e vence corrida 1 em Cascavel

A primeira corrida do fim de semana do Brasileiro de Marcas teve o triunfo do dono da casa. Daniel Kaefer, que volta ao grid neste fim de semana, venceu diante da sua torcida na manhã deste sábado com Chevrolet Cruze. Vicente Orige foi o segundo, enquanto Nonô Figueiredo completou o rol dos três primeiros

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A equipe JLM, de Juliano Moro, levou a melhor com uma dobradinha na primeira corrida do Brasileiro de Marcas em Cascavel. Só que, para aumentar ainda mais a festa, o vencedor foi o piloto local Daniel Kaefer na gelada manhã deste sábado (10) no Autódromo Zilmar Beux. O cascavelense retorna ao Brasileiro de Marcas justamente neste fim de semana depois de ter ficado fora das duas primeiras etapas.

 
Depois de superar o duelo interno com o colega e então favorito Vicente Orige, Kaefer, que largou na pole, conseguiu administrar uma vantagem de 1s3 até a bandeirada. Orige ainda teve de suportar a pressão do atual campeão Nonô Figueiredo que, mesmo com 80 kg de lastro, chegou apenas 0s6 atrás do segundo colocado.
 
Carlos Souza e Pedro Boesel, também da JLM, apareceram logo em seguida, com Thiago Marques fechando os seis primeiros com o carro da RZ. Dentre os seis primeiros, a Chevrolet protagonizou a lista e teve os cinco primeiros carros da prova. A sequência foi quebrada justamente com Marques e seu Renault Fluence.
Kaefer partiu na pole e não foi superado na manhã deste sábado em Cascavel (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Enrico Bucci, de Ford Focus, foi o sétimo colocado, terminando à frente de Felipe Tozzo, com Toyota Corolla. Também de Toyota Corolla fechou Odair dos Santos, enquanto Patrick Choate, companheiro de equipe de Marques na RZ, fechou o rol dos dez primeiros colocados.
 
“Estava com um ritmo muito bom e consegui abrir vantagem, mas a entrada do carro de segurança tirou essa a diferença. Na relargada consegui abrir de um novo espaço para conquistar essa vitória em casa. Agora é só comemorar”, festejou o dono da casa.
 
Orige bem que tentou, mas não conseguiu alcançar Kaefer na luta pela vitória. Ao fim da disputa, o piloto reconheceu a superioridade do cascavelense. “Realmente ele estava muito rápido, mas eu também tinha um ritmo, mas cometi um erro em uma volta não consegui me aproximar. São pontos importantes para o campeonato, depois de duas quebras nas primeiras etapas. Vamos batalhar para recuperar isso e disputar o título no final do ano”.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Dos 15 que largaram, apenas um piloto abandonou — o então vice-líder Enzo Bortoletto, que merece menção à parte. O piloto da Ford bateu forte após um toque no miolo do circuito e até deu um susto na galera ao desabar quando saiu do carro. 

 
Por sorte, o piloto não sofreu maiores ferimentos, embora Enzo saiba que vai ter trabalho para se recuperar na pista caso consiga largar, uma vez que o grid da prova 2 é o resultado da 1 e, com isso, ele sai em último.
 
Oitavo colocado na prova deste sábado, Felipe Tozzo vai partir da primeira posição na corrida 2, marcada para as 8h15 (de Brasília), dividindo a fila da frente com Enrico Bucci.
A NOVA F1 SE APROXIMA MAIS DA INDY. E ÁUDIO EM MÔNACO É PROVA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube