GP in Loco: Campeões fazem balanço de seus títulos na temporada da Copa GP

Sidney Rogério, Gustavo Ariel e Elisson Gandolfo analisam os minitorneios em que saíram vitoriosos e falam o que cada personagem dos trofeus que ganharam significa para eles.

O novo formato da temporada 2019 da Copa GP de Kart foi proposto com o objetivo de manter um campeonato equilibrado e com um nível de competitividade a cada etapa. E daí que surgiu a ideia dos três minitorneios a cada três provas: era a chance dos pilotos atingirem sua meta com antecedência, ou seja, estar na Scuderia GP nas 500 Milhas de Kart, que acontece em dezembro.

 
E Sidney Rogério, Gustavo Ariel e Elisson Gandolfo vislumbraram essa possibilidade e garantiram, respectivamente, os títulos da Taça Edgard Mello Filho, Taça JP de Oliveira e Taça GP 25 Anos. O trio relembrou como conquistaram seus objetivos de estar, antecipadamente, no time GRANDE PRÊMIO para a maratona de kart.
"Tive um stint inicial de três corridas muito boas que me garantiu o título. Já ganhar logo no começo foi fantástico e inesperado", afirmou Sidney. Ariel relembrou das dificuldades para conquistar o seu troféu no segundo terço da temporada. 

"Foi decidido na última corrida. Ganhei uma vez, fiz uma prova sem me arriscar muito e conquistei um P3", disse ele. Gandolfo é o campeão mais recente e, entre os três, obteve mais vitórias (2). "Neste minitorneio, mudei minha mentalidade e coloquei na cabeça que não tinha nada a perder, então, se quisesse a vaga, teria de ir para cima e acabou dando certo".
 
Cada homenageado nestes três minitorneios tem um significado marcante para o esporte a motor. Edgard Mello Filho é jornalista e um dos baluartes do automobilismo brasileiro e estabeleceu com Sidney uma relação especial. "É uma lenda viva, uma pessoa fantástica e esteve com a gente acompanhando as corridas, me elogiou muito, foi uma experiência fantástica".
 
Edgard Mello Filho e Sidney Rogério (Foto: Gabriel Pedreschi)

João Paulo de Oliveira tem um currículo respeitável na Super GP, disputada no Japão e Ariel dividiu uma história curiosa com ele. "É um piloto muito bom e, logo depois que ganhei, estava no simulador e o JP jogou na mesma sala com ele, que disse que estava aprendendo e pudemos disputar um pouco no game".

Gustavo Ariel (Foto: Gabriel Pedreschi/Grande Prêmio)
E coube a Elisson falar do que o GRANDE PRÊMIO, que completa 25 anos em 2019, representa para o mundo da velocidade. "Só quem conhece e acompanha mesmo tem noção da importância e do tamanho de vocês. Está sempre na frente da notícia e espero que isso continue por muitos anos", disse.
Evanil e Elisson Gandolfo (Foto: Gabriel Pedreschi/Grande Prêmio)
Faltam sete pilotos para fecharmos a equipe que vai disputar as 500 Milhas de Kart em dezembro. E eles serão conhecidos no próximo dia 02 de novembro, na Granja Viana, às 20h30 (horário de Brasília). Fiquem ligados!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube