Novo líder do BR de Marcas, Martins exalta corrida segura em Interlagos, mas avisa: “Amanhã tenho de ir pra cima”

Gustavo Martins assistiu quatro adversários diretos na briga pelo título do Brasileiro de Marcas se darem mal. Enquanto Martins vencia, Gabriel Casagrande, Nonô Figueiredo, Vicente Orige e Thiago Marques levavam resultados péssimos

Mais do que vencedor da corrida 1 do Brasileiro de Marcas em Interlagos, disputada neste sábado (9), Gustavo Martins foi um sobrevivente. Enquanto uma série de adversários na briga pelo título se dava mal – Gabriel Casagrande, Nonô Figueiredo, Vicente Orige e Thiago Marques tiveram resultados péssimos –, Martins escapava incólume. Foi um resultado importante: Gustavo assumiu a liderança do campeonato, abrindo 6 pontos de vantagem para Nonô, agora vice-líder.
 
A posição confortável de Martins é consequência direta de uma postura mais conservadora na corrida 1 em Interlagos.
 
“A disputa estava bem dura entre o Casagrande, o Nonô e o Thiago. Fiquei acompanhando e economizando um pouco os pneus porque algo poderia acontecer ali e eu teria chances de passar. Jamais torcendo contra meus companheiros de pista, mas eu tive a sorte e fiz uma tática que deu certo”, disse Martins.
Gustavo Martins (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Mesmo assim, Gustavo acredita que a postura conservadora não é a melhor para a corrida 2. “Amanhã eu tenho de ir para cima, tentar chegar o mais à frente possível para levantar o troféu de campeão”, completou.
 
Martins vai para a última corrida com 217 pontos somados. Nonô vem com 211, enquanto Orige soma 199. Casagrande, 188, e Salas, 184, seguem com chances matemáticas, mas remotas.
 
A corrida 2 do Brasileiro de Marcas está marada para as 15h20 deste domingo. Por conta do grid invertido, Nonô larga da pole.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube