2º, Dixon fica feliz com pole de Andretti: “Sei quanto a Indy 500 vale para a família”

Scott Dixon não cravou a pole das 500 Milhas de Indianápolis, mas tem dois motivos para celebrar: por ter ficado bem mais bem colocado que os rivais diretos na briga pelo título e por Marco Andretti, que tanto buscou isso

Scott Dixon fez uma grande classificação em Indianápolis. Rápido no primeiro dia, foi ainda melhor no Fast Nine, ficou em seguno no grid no detalhe, cravando 2min35s810, apenas 0s011 atrás do pole Marco Andretti. Mas o neozelandês saiu bastante satisfeito, não só com a posição, mas também por ter perdido justamente para Marco.

A família Andretti buscava uma pole em Indianápolis desde 1987 e agora tenta uma nova quebra de tabu: a de 51 anos sem ter vencido a Indy 500. Nas duas situações, foi o avô de Marco, Mario Andretti, que conquistou o feito. E Dixon valorizou a conquista do piloto e do time.

“Ele merece isso. Eu sei bem quanto esse lugar representa para ele e para a família dele, tem um valor muito grande para eles”, disse.

Scott Dixon larga em segundo nas 500 Milhas de Indianápolis (Foto: IndyCar)

Segundo Scott, por mais que tenha sido ruim perder a pole no detalhe, ao menos foi para a melhor pessoa possível, pela história dos Andretti.

“Ele fez um grande trabalho mesmo diante de tanta pressão para que conseguisse isso. Se fosse para alguém me derrotar, eu queria mesmo que fosse Marco”, completou.

A largada para as 500 Milhas de Indianápolis está marcada para 15h15 (em Brasília) no domingo.

Paddockast #74 | A INDY 500 MAIS DECISIVA DOS ÚLTIMOS TEMPOS
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar