7º na Indy 500, Karam ainda sonha em fazer temporada completa: “Fazendo de tudo”

Sage Karam comemorou o melhor resultado da carreira na Indy 500 e espera que as portas se abram para a oportunidade de disputar a temporada completa no futuro

Castroneves sobe nas grades de Indianápolis (Vídeo: Indycar)

Com a Dreyer & Reinbold Racing, Sage Karam foi um dos grandes destaques da Indy 500, realizada no último domingo (30). Após ir ao Bump Day e largar da 31ª colocação, Karam fez uma grande recuperação, chegou a liderar voltas da prova, e levou o carro da pequena equipe ao sétimo lugar no Brickyard.

Em entrevista ao site da revista americana Racer, Karam deu um emocionado depoimento sobre o chefe Dennis Reinbold, que abriu as portas para o piloto disputar a Indy 500 mais uma vez. Sage participou da corrida 8 vezes, e 7 delas com a DRR.

“Me emociona só de falar sobre. Dennis Reinbold é um dos humanos mais genuínos que encontrei na minha vida. Nas corridas, você não se encontra com esse tipo de gente o tempo inteiro. Esse cara manteve mais fé em mim e acreditou mais do que qualquer pessoa. Cometi vários erros, é claro. Bati alguns carros quando estava na frente, e seria muito fácil virar a página e encontrar outra pessoa. Por algum motivo, ele sempre acreditou que eu tinha a habilidade de colocá-lo no victory lane, e não consigo agradecer o suficiente por manter esta energia positiva por me manter e trabalhar comigo para fazer acontecer”, disse Karam, que com o 7º lugar, registrou seu melhor resultado na Indy 500.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
WEB STORIES: Como foi a quarta vitória de Helio Castroneves na Indy 500?

Sage Karam foi ao sétimo lugar na Indy 500 (Foto: IndyCar)

Sage também falou sobre a estratégia que o tirou de 31º para 7º na bandeira quadriculada. O piloto de 25 anos foi um dos beneficiados pelo acidente de Stefan Wilson nos boxes, pulando de 23º para 15º após a bandeira amarela.

“Eu sabia que se me mantivesse na pista e entregasse batendo minhas marcas, sendo consistente, teríamos uma chance de top-15. Quando eu estava no top-15, pensei que poderíamos levar ao top-10, porque tudo aconteceu rápido. Foi um esforço do grupo, e como disse, a fé que esses caras tiveram para me manter…eu nunca vou esquecer. Dennis Reinbold é um segundo pai para mim, sou privilegiado e tenho orgulho de pilotar pela DRR”, completou.

Karam também detalhou que tem o desejo de voltar a competir na temporada completa da Indy, algo que ainda não conseguiu na carreira. O mais próximo foi em 2015, quando dividiu o #8 da Ganassi com Sebastian Saavedra, mas perdeu quatro corridas daquela temporada.

“Meu sonho é estar na temporada inteira da Indy, é a única coisa que quero fazer. Sem a Indy, não sei o que será da vida. Estou fazendo de tudo, e espero que este seja o primeiro passo”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar