Após vitória no Texas, Castroneves exalta trabalho da Penske e afirma: "Coisas não acontecem por milagre"

Triunfo texano quebrou várias marcas: foi a primeira vitória da equipe de Roger Penske na temporada e o fim de um jejum de 11 corridas para Helinho, que além de ter se tornado o maior vencedor no Texas, passou a ser, também, o 11º maior vencedor da história da Indy. "Tive uma oportunidade fenomenal e estou muito empolgado por ter vencido", afirmou

 
Helio Castroneves quebrou, no último sábado (8), um longo jejum sem vitórias. Ao cruzar a linha de chegada na primeira posição no GP do Texas, o brasileiro encerrou um hiato de 11 provas e quase um ano sem estar na primeira posição. 
 
E o triunfo, também o primeiro da Penske em 2013, veio de forma categórica. Helinho guiou com autoridade. Cerebral, assumiu de vez a liderança na 98ª de 228 voltas e só ficou fora da primeira posição nas rodadas de pit-stops.
 
De quebra, não apenas disparou na liderança do campeonato de 2013 como chegou também ao seu 28º triunfo da carreira. A marca o fez superar Johnny Rutherford e colocou o brasileiro como o 11º maior vencedor da história da categoria.
Castroneves festeja vitória ainda dentro do carro no Texas (Foto: Getty Images)
As imagens do GP do Texas, oitava prova da Indy em 2013

Castroneves contou que sua vitória teve o dedo de Roger Penske, dono da equipe. "A todo momento ele estava me dizendo para salvar combustível, ir mais rápido… Honestamente, estávamos correndo de forma muito suave. Fomos capazes de fazer tudo de maneira impecável. Foi ótimo", explicou.

 
"Roger me disse que tínhamos uma longa vantagem, em torno de 10, 11 segundos, e pensei que tudo estava bem. Era apenas uma questão de administrar os pneus, com 40 voltas para o fim. Eu estava mais pensando a longo prazo, não a curto prazo."
 
O 'Spider-Man' também relatou que após o último treino-livre da sexta-feira (7), quando marcou apenas o 15º tempo, a Penske detectou um problema na direção do carro, e correu contra o tempo para deixar o equipamento nas melhores condições para a corrida.
 
"Terminamos o treino livre de ontem com problemas na direção, infelizmente, e todo mundo voltou para o motorhome e trabalhou nisso. As coisas não acontecem por milagre. Você tem que trabalhar duro, tem que olhar para os detalhes."

"Não podemos parar agora. O campeonato está em aberto, temos de ser consistentes. Hoje, tivemos uma oportunidade fenomenal e estou muito empolgado por ter vencido."
 
Por fim, Castroneves afirmou que segue em busca de seu primeiro título, mas que isso não traz a ele nenhum tipo de pressão externa.
 
"Queremos ganhar corridas. Não importa, neste momento, quem é quem. Eu sei que a imprensa tem que escrever suas histórias, mas eu não sinto qualquer pressão. Me pressiono para ir lá e fazer o melhor quando tiver a oportunidade. Hoje o carro estava simplesmente fantástico e fomos capazes de fazer isso", concluiu.
 
Helio tem, agora, 259 pontos, contra 237 de Marco Andretti, vice-líder.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube