Bryan Herta lamenta ausência de Colton em briga pelo título na Indy: “Difícil de acreditar”

Para Bryan Herta, Colton fez trabalho bom o suficiente para brigar pelo título, mas determinados fatores impediram com que o piloto da Andretti brigasse pelo título

GROSJEAN DÁ SALTO NA INDY. AGORA É HORA DE VENCER CORRIDAS | GP às 10

Colton Herta terminou o 2021 na Indy em alta. Com vitórias nos GPs de Laguna Seca e Long Beach, o americano da Andretti empatou com Álex Palou como o piloto que mais venceu na temporada, mas fechou o campeonato no quinto lugar, atrás do espanhol da Ganassi, mas também perdendo para Josef Newgarden, Pato O’Ward e Scott Dixon.

Pai e estrategista de Colton, Bryan Herta destacou o desempenho do filho, que além de vencer as provas finais, também triunfou no GP de St. Pete e registrou pódios em Elkhart Lake e no GP de Indianápolis 2.

“Eu continuo a ficar, não surpreso, mas impressionado pelo jeito que ele seguiu evoluindo e completando as lacunas para ser um piloto completo. Ele realmente teve um ano fenomenal, é difícil acreditar que foi apenas quinto na classificação”, disse Bryan em entrevista ao site americano Motorsport.com.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Colton Herta venceu o GP de Long Beach (Foto: Indycar)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Colton também é o responsável pelas últimas cinco vitórias da equipe Andretti, que tirando os resultados de Herta, só teve outros dois pódios em 2021. Para Bryan, o único grande erro do filho foi no GP de Nashville, quando bateu perseguindo Marcus Ericsson, que viria a ser o vencedor da prova.

“Sentimos que o potencial estava ali para brigar pelo título com Palou, mas faltaram algumas coisas. Algumas dentro do nosso controle, outras fora do nosso controle. Nunca gosto de dizer isso porque você faz a própria sorte nas corridas, mas em termos do que ele fez na pista, Nashville foi o único erro que fez durante uma corrida neste ano e que teve uma consequência”, comentou.

“O que eu amo sobre assisti-lo é a grande capacidade que ele tem de aprender com erros. Vejo isso desde que ele tinha seis anos e começou no kart. Ele é bom em avaliar e aceitar o papel nas coisas, não dá desculpas. Ele está disposto a aprender e fazer coisas diferentes. Na minha carreira, tive grandes campeões como companheiros de equipe a observar, e acho que é uma característica em comum, e tenho orgulho dele mostrar isso”, concluiu.

PALOU E HAUGER CAMPEÕES, SUSTO COM DRUGOVICH E HAMLIN AVANÇA | Paddock Plus

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar